Vila de Loriga



Álbum de Fotografias - Diversas (Fotos)

Álbum de Fotografias - Gente de Loriga (Fotos)

Página seguinte - Fotos de Loriga à noite

Arquivo Memorial - Diversos (Artigos de escrita)

Dados históricos (Artigos de escrita)

Arquivo:- Notícias em Destaque, de anos anteriores, aqui na "Actualidades"

***

Jorge Garcia - Aventura 2011 - Solidariadade para com o Bombeiros Voluntários de Loriga

Jorge Garcia - Aventura 2012 - Solidariedade para com as obras de restauro da Igreja Paroquial de Loriga

Jorge Garcia - Aventura 2013 - "O Caminho dos Peregrinos" movido no espírito da sua própria autonomia



Atualidade
- Síntese de Acontecimentos e Notícias -


Terça-feira 10.12.2019 (às8H00)TMG

Faleceu
Mário Brito Florêncio

Faleceu ontem segunda-feira, Mário Brito Florêncio, de 95 anos de idade, (30.8.1924)

O funeral vai ser realizado hoje (Terça-feira) em Loriga, pelas 15H00, onde será sepultado no cemitério local.

À família de luto os mais sentidos pêsames


Segunda-feira 9.12.2019 (às16H00)TMG

Association les Amis dos Loriguenses
- Réveillon 2019-2020 -

Com a aproximação do fim do ano, o "Réveillon" a festa tradicional do fechar o ano corrente e abrir um novo ano, começam a ser notícia com as suas realizações desta festas um pouco por todo o lado, como é o caso do cartaz anunciante do "Réveillon 2019-2020" que a comunidade loriguense sediada no Luxemburgo leva a efeito, organizado pela Association les Amis dos Loriguenses, (Associação dos Amigos Loriguenses) que tal como vai sendo mais uma vez terá lugar na localidade de Rumelange na - Salle Verainshaus, a partir das 20H00 no último dia do ano de 2019.

Unem-se assim os loriguenses e amigos de Loriga, num belo evento, que para além de muita boa música a abrilhantar, a convivência e a confraternização espera por todos, ao mesmo tempo que também que vão saboreando a boa gastronomia com as mais variadas iguarias, para um noite bem passada.


Quarta-feira 5.12.2019 (às22H00)TMG

Recordar
- "Loriga de outras eras" -

Mais uma vez fui ao fundo do meu baú de recordações, para recordar "Loriga de outras eras" ao mesmo tempo documentar estas curiosas fotos, que são mais um registo da história de Loriga, em referência a duas figuras que foram pioneiros e impulsionadores para os transportes públicos na nossa terra, que estiveram ligadas à fundação de empresas de aluguer e transportes colectivos, que contribuíram dessa forma num passo de gigante no desenvolvimento económico e social de Loriga.

A construção do lanço da estrada de São Romão a Loriga, ocorrido na década de 1920, foi um marco importante para a nossa terra, em que uma estrada serpenteante por audaciosas curvas ao longo das encostas dos montes e onde a engenharia moderna, na altura, colocou todos os seus recursos, foi de uma importância vital para o desenvolvimento da nossa terra e da zona sudoeste da Serra da Estrela. No final dessa mesma década e nos primeiros anos da década de 1930, foi construído o trajecto ainda na zona de Loriga, entre a Fábrica dos Leitões e o local conhecido por "Selada", concluído em 1934. Seguidamente foi construído o trajecto até Alvôco da Serra e no seguimento foi depois foi concluído o trajeto até às Pedras Lavradas, ficando assim ligada toda esta zona à Beira Baixa.

José Bonito

Uma figura de Loriga que esteve ligado à fundação de uma empresa de aluguer e transportes colectivos, que passaram a fazer carreiras no concelho, nomeadamente a carreira Loriga - Seia - Viseu e vice-versa, atividade que foi desenvolvida desde 1932 até 1955, conforme consta na foto e que aqui documentada e como registo existente.

Ano de 1931 *
Garage Commercio e Industria;Garage Estrella, Leitão & Irmão; José Bonito & C.
Ano de 1942 *
Auto-União Serra da Estrela, Limitada; Ernesto Duarte Pina; José Bonito

***

Adelino Pereira das Neves

Natural de Santa Ovaia, radicou-se em Loriga em 1925, logo após concluída a construção estrada São Romão - Loriga, dedicando-se aos transportes públicos com um pequeno autocarro que passou a ligar São Romão à Vila de Loriga, Em 1931 criou a empresa, "Auto Viação Serra da Estrela" já então com outras camionetas de passageiros, que ia de Loriga à estação ferroviária de Nelas. Em 1948, esta empresa foi vendida à Companhia de Transportes Hermínios, que passou a operar na região de Seia.

1931 *
Auto Viação Serra da Estrela

* -Escritos encontrados em referência a estas empresas e aos anos aqui descritos


Segunda-feira 2.12.2019 (às19H00)TMG

40º. Aniversário
- Do Clube Português de Wahlstedt -

Celebrou-se neste passado sábado o 40º. Aniversário do Clube Português de Wahlstedt, pequena cidade no norte da Alemanha, mais precisamente no estado de Schleswig-Holstein, cerca de 60 Km da cidade de Hamburgo, a segunda cidade alemã e cerca 40 Km da cidade de Kiel, capital deste estado federado. Uma festa bonita com um bom repasto e boas iguarias, com agradável convívio, confraternização, alegria, divertimento e muita música.
São quatro décadas de história desta associação portuguesa, seguramente a mais antiga na Alemanha, que sendo uma referência tem ao longos dos anos representando dignamente Portugal, como que um legado perpetuado por todos aqueles que idealizaram o associativismo nesta cidade, que por isso, nestas datas temos por dever recordar todos aqueles que contribuíram com o seu trabalho é muito fizeram pelo Clube, para que hoje ainda continue como uma presença bem viva.

Tempo de recordar quando os primeiros portugueses chegaram a esta cidade de Wahlstedt, em 1965, que foi o inicio para a formação de uma vasta comunidade portuguesa, que chegou a ser a maior comunidade estrangeira sediada nesta cidadã, que como curiosidade ainda hoje cá vive dois portugueses dos primeiros aqui chegados nesse longínquo ano de 1965.
Nesta data de celebração todos nós actualmente associados e em nome do Clube, temos por dever recordar todos aqueles que pertenceram ao Clube e que já partiram desta vida dos vivos, bem como, saudar todos os associados que fizeram parte e foram sempre fieis ao seu Clube, recordar também todos os associados em geral, nomeadamente, os que regressaram a Portugal e que continuam a recordar ainda este que foi seu Clube, bem como, tempo também de recordar famílias, amigos e visitantes em geral que passaram ao longo dos anos por esta casa onde sempre se respirou Portugal.
São 40 anos de história que muito se tem para contar, recordo que depois de convites a muitos portugueses, apenas sete responderam à chamada onde eu me incluo, quando numa bela tarde de sol de 1976, nos reunimos num então famoso e histórico Bar da cidade, com o objectivo da criação dum Grupo português, para se conviver nos dias de folga, pelo meio algum passatempo e jogar às cartas. Desde logo se idealizou procurar um local para esses encontros, foram dados passos oportunos e importantes, tendo em conta da existência de dependências vazias num imóvel pertencente a uma das firmas da cidade, onde laboravam a maioria dos portugueses.

Tempos depois foi possível se ter em poder, uma pequena dependência desse imóvel onde então esse pequeno grupo passou a ter o seu local de encontro, passado dois anos, o grupo alargou-se um pouco mais e então foi determinante a ideia de arranjar um nome, sendo assim fundado como Grupo Desportivo "Os Dezassete". Nos anos seguinte e durante mais de uma década, este Grupo foi-se alargando e na época pareceu já não justificar esse nome, assim nesse prisma foi convocada uma Assembleia Geral Extraordinária, realizada no dia 12 de Março de 1992, onde foi aprovado a alteração do nome que passou a ser Clube Português de Wahlstedt, passando nessa mesma data dar-se por extinto o nome Grupo Desportivo "Os Dezassete", ficando no entanto determinado, que este extinto Grupo continuasse como o fundador desta nova associação, tal como consta dos Estatutos do Clube.
São pois 40 anos de história numa cidade onde uma grande comunidade portuguesa existiu e que tem continuidade com as gerações seguintes, um Clube Português que foi sempre uma referência, bem reconhecido pelas entidades administrativas portuguesas e alemãs e meio associativismo e muito mais, quatro décadas de muita história, que muito se tinha para contar, fica no entanto, para o futuro da memória, todos mas mesmo todos aqueles que contribuíram para que o Clube chegasse até aos dias de hoje, que assim sendo fomos sempre uma presença viva do nosso país num país estrangeiro, onde seguramente o nosso Clube vai ficar como legado histórico para sempre na história desta cidade de Wahlstedt.


Quinta-feira 28.11.2019 (às8H00)TMG

Vila de Loriga
- Aniversário das Almas -

No próximo sábado dia 30 de Novembro vai ter lugar o Aniversário das Almas na vila de Loriga, celebração a cargo da Irmandade do Santíssimo Sacramento e das Almas, conjugando ainda assim com o encerramento deste mês dedicado às Almas, que começando praticamente com o culto aos defuntos, um ritual cristã vindo dos tempos mais remotos, onde será difícil de encontrar um lugarejo onde esta tradição não esteja arreigada até à medula, nos hábitos das famílias e das paróquias.

Na verdade para o meio cristão e na crença religiosa, o mês de Novembro é todo ele consagrado à oração pelas Almas do Purgatório, que estão passando por esta
"purificação" nada podem fazer por si próprias, mas nós podemos ajudá-las através das nossas orações e das nossas boas obras e como grande sinal de amor pelos amados que partiram deste mundo é rezar por eles. Em Loriga o mês de Novembro dedicado às Almas é muito recordado, sendo mesmo especial nas orações para com os defuntos.

Aqui registo o Cartaz anunciando o evento


Terça-feira 26.11.2019 (às22H00)TMG

ANALOR
- Festa de Natal - Almoço Convívio -

É já no próximo dia 8 de Dezembro domingo, que se vai realizar a Festa do Natal 2019, da ANALOR (Associação dos Naturais e Amigos de Loriga) que vai ter lugar a partir da 13H00, na Sala Polivalente da Escola Secundária de Sacavém, que desta feita reúne associados e suas famílias, bem como amigos de Loriga, que como é apanágio se vai festejar num ambiente de festa e convívio, nomeadamente, no esplendor espírito natalício envolvido em Paz e Alegria.


Domingo 24.11.2019 (às16H30)TMG

Faleceu
Maria Fernanda Moura Lourenço Costa Pinto

Faleceu hoje (domingo) no hospital em Coimbra, Maria Fernanda Moura Lourenço Costa Pinto, de 61 anos de idade (5.7.1958) que vinha já algum tempo padecendo de grave doença.

O funeral vai ser realizado amanhã (segunda-feira) em Loriga, pelas 15H00, onde será sepultada no cemitério local.

À família de luto os mais sentidos pêsames


Sexta-feira 22.11.2019 (às21H00)TMG

Recordar
Loriga de outras eras

Uma interessante foto, datada ao Ano de 1954, possivelmente esquecida por alguns mas na memória de muitos outros, como é o meu caso, que ainda me lembro numa recordação remota, como era o acesso ao Bairro de S. Genes no local chamado "Almas" que curioso e como se pode ver em grande plano este imóvel estar assente num bloco de uma grande pedra, hoje ainda visível ali os cortes desses pedras, quando foi a requalificação desta principal rua de Loriga nesta parte histórica da nossa terra.

PS. As pessoas ali à janela era da família de José Macedo, natural de Loriga e a viver no Brasil, que trouxe pela primeira vez e única a sua família a visitar a sua terra. (Fotografia pertencente à minha família)


Terça-feira 19.11.2019 (às12H00)TMG

Efeméride
Lápide na Casa do Nascimento
- Do Cónego Manuel Fernandes Nogueira -

Recordo hoje aqui esta data de 19 de Novembro, com esta efeméride, dizendo que faz hoje 78 anos (19.Novembro.1941) da homenagem que Loriga fez ao senhor Cónego Manuel Fernandes Nogueira (1861-1944) em que teve como ponto alto o descerramento de uma Lápida na casa onde nasceu esta grande figura loriguense, casa esta situada na Rua Sacadura Cabral, principal rua da zona histórica de Loriga

Para recordação aqui documento a foto, tal como era na época aquela casa e local, ainda na memória de muitos, recordando ainda que este imóvel mesmo já tendo recebido obras de restauro, a placa ali continua tal como foi idealizado para ali ficar perpetuada.


Sábado 16.11.2019 (às8H00)TMG

Aniversário
José Pina Gonçalves

Celebra hoje dia 16 de Novembro o seu 83º. Aniversário o nosso bom amigo e por ventura o loriguense mais conhecido, José Pina Gonçalves, que aqui nesta minha página o saúdo e ao mesmo tempo o homenageio com votos de Parabéns e que continue a contar muitos e muitos mais, sempre com a sua jovialidade que lhe bem conhecemos.




Sexta-feira 15.11.2019 (às8H00)TMG


Uma nota de Registo
- Da Comunidade Loriguense no norte do Brasil -

Os loriguenses por terras do Pará, estado no norte do Brasil, foi a primeira e a maior comunidade no estrangeiro, ficando como registo histórico, de no principio do século XX as colónias Loriguenses em Belém e Manaus seram sensivelmente iguais, vivendo já em qualquer uma delas cerca de 300 pessoas, no entanto, pouco mais de uma década depois, com a crise da borracha do amazonas e com a sua grande baixa de preço, muitos começaram a abandonar a cidade de Manaus sediando-se a maioria na cidade de Belém.

A partir de então a sociedade comunitária dos naturais de Loriga, foi-se processando e engrossando cada vez mais, por motivo também do grande êxodo da emigração loriguense para essa cidade de Belém, que se foi verificando nas décadas seguintes, que tornaria a Comunidade nessa cidade com números de grandeza, que veio desse modo a ficar gravado no historial de Loriga, pelos mais rudimentares aspectos, como por exemplo, o socioeconómico, bairrismo e métodos Benemerentes

Tendo em conta que hoje em dia a comunidade loriguense continua a ser uma presença ainda bem viva, bem demonstrado num legado de cariz de continuidade por parte dos descendentes, o que é na verdade bem significativo, fica aqui como registo esta lista de apenas serem 10 os naturais de Loriga ainda a fazerem parte desta que foi a maior comunidade dos naturais de Loriga por terras do estrangeiro.


Quinta-feira 14.11.2019 (às18H00)TMG

Sede da ANALOR
- Exposição de Pintura -

Encontra-se patente na ANALOR (Associação dos Naturais e Amigos de Loriga) mais uma exposição de pintura, da autoria de José Gonçalves Mendes, um loriguense dos sete costados, como se diz na gíria popular, para além de ser uma referência da nossa comunidade residente na Grande Lisboa e também da nossa associação sediada em Sacavém.
José Mendes, que saiu ainda novo de Loriga, radicou-se por Lisboa sem nunca esquecer a sua terra, a paixão pela pintura passou a ser um dos seus predicados e desde há muito que os seus quadros têm conquistado em todos nós uma convincente admiração, em que é bem evidente e notório colocar nos seus pincéis todo uma verdadeira mística de vontade e faculdade de tudo o que vê na arte de pintura.
Um vasto espólio de belos quadros, com paisagens, pessoas, locais e os mais variados cenários concretos e definidos, sem dúvida tem hoje em dia uma obra na verdade de uma magnificência de encantar, que quando nos leva admirá-los nos transmitem toda uma visão surpreendente retratada em todos os pormenores, com detalhes só ao alcance dos grandes génios e apaixonados por esta arte de pintar.

Aqui registo duas das pinturas das muitas ali expostas na sede da ANALOR, que espera por todos os visitantes e que vale a pena visionar, dizendo-se que esta exposição vai estar ali até Fevereiro do próximo ano.

Ver neste Links muitas mais pinturas - https://www.facebook.com/augusto.mourabrito


Quarta-feira 13.11.2019 (às19H00)TMG

Faleceu
José dos Santos Ferrito

Faleceu hoje (quarta-feira) dia 13.11.2019 em Belém do Pará - Brasil, José dos Santos Ferrito, de 97 anos de idade (4.6.1922) natural de Loriga.

Recorde-se que este nosso conterrâneo vivia há longos anos no Brasil, era actualmente o loriguense mais antigo da que foi a grande Comunidade Loriguenses sediada nesta grande cidade ao norte do Brasil.

O funeral vai ser realizado amanhã (quinta-feira) dia 14.11.2019, na cidade de Belém, onde vai ser sepultado no cemitério Recanto da Saudade, situado nos arredores desta cidade.

À família de luto os mais sentidos pêsames


Segunda-feira 11.11.2019 (às22H00)TMG

Pastel de Castanha
- A doçaria de Loriga em destaque -

Mais uma vez a doçaria de Loriga foi noticia de destaque, com mais uma inovação desta feita com um novo bolo de pastelaria fina o "Pastel de Castanha" confeccionado pelo Café Restaurante Império de Loriga e que foi o grande vencedor do concurso "Castanha, Saberes e Sabores 2019" realizado na vizinha localidade da Lapa dos Dinheiros, que nos compete aqui saudar e dar os parabéns.

Na verdade, é de realçar que Loriga na área de pastelaria fina está bem no alto, tenho dito e continuo a dizer que chega a ser surpreendente de não ficar atrás das grandes cidades, que para além de vermos a confecção dos bolos generalizados, com um sabor inconfundível, vamos tendo o privilégio de vermos serem confeccionados bolos de inovação, que nos vão encantando e consolando
.

Pastel de Castanha - Foto Zé Fernandes


Sábado 9.11.2019 (às12H00)TMG

Recordar
- 30 Anos da Queda do Muro de Berlim -

Hoje 9 de Novembro, data histórica para a Europa e para o Mundo, celebrando-se a chamada "Queda do Muro de Berlim" que ocorreu em 9 de Novembro de 1989, que para além de se tornar um símbolo do fim da "Guerra Fria", na verdade a Europa nunca mais foi a mesma e por conseguinte transformou o velho continente.

Um bocado do Muro que me foi oferecido na altura

Conheci e andei ao longo do muro, subi a miradouros existentes improvisados, para se olhar para o outro lado, que olhando para todo aquele cenário, com pena via uma mesma cidade e um mesmo povo forçosamente separados, que sendo construído anos depois do fim da II Grande Guerra, que para além de dividir esta grande cidade na altura capital alemã, também se tornou o ícone da divisão ideológica em dois blocos políticos antagônicos, ou seja o bloco ocidental, liderado pelos Estados Unidos, e o bloco oriental (soviético), liderado pela URSS.
O muro começou a ser erguido, mais precisamente na madrugada de 12 para 13 de agosto daquele ano, quando soldados da Alemanha Oriental começaram a divisão entre os dois lados da cidade utilizando estacas e arame farpado. Dois anos depois, toda a sua estrutura já estava pronta, incluindo as guaritas espalhadas por vários pontos, que passaram a ser ocupadas com soldados fortemente armados, com ordem de metralhar quem tentasse transpor as fronteiras do muro.
Aqui registo documentando um bocado do Muro de Berlim que tenho em meu poder como recordação da noite do dia 9 de Novembro de 1989, memorável data de liberdade e que assim se viu terminar com um cenário que também muitos consideravam o
"Muro da Vergonha".


Quarta-feira 6.11.2019 (às16H00)TMG

ANALOR
- Magusto Serrano 2019 -

É já no próximo domingo dia 10 de Novembro, que a ANALOR (Associação dos Naturais e Amigos de Loriga), leva a efeito os festejos da celebração do São Martinho, com a realização de um Almoço Convívio que vai ter lugar pelas 13H00, na Escola Secundária de Sacavém e pelas 16H00, a tradição do Magusto, (com oferta da castanha assada e Água Pé, aos seus associados).

Um dia especial com duas iniciativas bem apropriadas que vão esperar por todos, celebrando assim o São Martinho, festejos de uma data bem enraizada no povo português e festejada um pouco por todo o lado, que aqui me prezo a registar o Cartaz anunciante.


Segunda-feira 4.11.2019 (às8H00)TMG

Recordar
"Quando a baixa de Lisboa era também minha"

Um bom amigo de Loriga chamado Orlando Pires, filho de pai loriguense, tem-nos habituado através da rede social do Faceboock, com fotos antigas, que nos fazem voar no tempo e nos transmitem aquela nostalgia de tempos há muito idos, mas ainda bem presentes nas nossas memórias.
Algum tempo atrás, publicou uma foto antiga do famoso Restaurante Castanheira no Lumiar, ainda mais recentemente publicou uma foto da Pastelaria Castanheira, situada na Rua do Loreto, bem perto do Largo Camões em Lisboa, que tal como disse e muito bem, foi ali gerente ou encarregado como se dizia na altura o senhor Carlos Simão, nosso conterrâneo, que me trouxe à memória mais uma história para contar dos tempos "quando a baixa de Lisboa era também minha"
Como introdução devo dizer que, o Restaurante Castanheira no Lumiar, foi dos mais famosos restaurante da capital durante a sua existência (entre 1949 e década de 1960) assim como, as célebres Pastelarias Castanheiras que estavam inter-ligadas e criadas pelo mesmo fundador, casas famosíssimas e que se conjuga de certa forma em terem ficado ligadas a Loriga e à sua gente, que vale a pena contar.
Começo por falar no Restaurante "Castanheira" no Lumiar, que abriu as suas portas no dia 16 de Abril de 1949, na Estrada da Torre no Lumiar, restaurante que foi seu fundador e proprietário António Castanheira de Moura (1865-1961), natural de Vila Seca (Tábua), que foi um famoso comerciante que começando praticamente do nada, lançando-se com uma pequena padaria, veio a implementar um seu império, que para além de ter fundado o restaurante criou 246 estabelecimentos, na área da produção e venda de pão e também pastelarias.

Logo depois da abertura das suas portas este espessíssimo restaurante "Castanheira" situado na Estrada da Torre (como se dizia na altura) no Lumiar, passou a ter um sucesso sumptuoso, tendo 2 salas com capacidade para 300 pessoas, que se tornou e foi sendo assim ao longo da sua existência um autêntico ex-líbris daquela zona de Lisboa e mesmo de toda a capital.
Este restaurante ficou registado para a história de Loriga, ao ter sido ali realizado o 1º. Encontro Convívio dos loriguenses em Lisboa, que ocorreu no ano de 1951, que aqui me prezo a documentar a foto tirada, que segundo relatos que cheguei a ouvir de pessoas que ali estiveram, ficou marcado como dia memorável, ao se juntar dessa forma muitos conterrâneos da já vasta comunidade loriguense a residir em Lisboa e nomeadamente em Sacavém.
Uma outra ligação há gentes loriguenses, reporta às Pastelarias Castanheiras, onde eu também me incluo, podendo recordar primeiro o nosso conterrâneo Carlos Simão, que primeiro foi encarregado na Pastelaria Castanheira na rua das Portas de Santo Antão, mesmo em frente ao Coliseu, onde era também ao mesmo tempo a fábrica e dali se dava o fornecimento para as outras Pastelarias.

Foi ali no princípio da década de 1960, onde eu ainda o cheguei a ver este nosso conterrâneo (já há muito anos falecido) que como curiosidade tal como o seu irmão António Simão, também comerciante na Baixa, sempre os ter conhecido fiéis como verdadeiros loriguenses de gema, por nunca perderam o sotaque mesmo a "Loriguês". Mais tarde o senhor Carlos Simão foi para a outra Pastelaria Castanheira na rua do Loreto, onde se manteve até à sua reforma.
Entretanto também, mais um loriguense Manuel Lopes Brito, (também já falecido) por sinal meu primo, passou a ser encarregado de uma outra Pastelaria Castanheira, onde eu cheguei a trabalhar com ele durante uns três anos de 1965 a 1968, que se situava também na Rua das Portas de Santo Antão, praticamente logo ao princípio da mesma e ao lado da famosa e eternizada casa da "Ginginha".
Na época era das casas mais famosas na baixa de Lisboa, com um movimento magnificente impossível de igualar, onde diariamente se vendia milhares de bolos de toda a qualidade, ali passando diariamente centenas e centenas de pessoas, que mesmo não sendo de espaço de grande dimensão, eram seis e sete empregados sempre presentes que não tinham mãos a medir, onde me vem à lembrança também diariamente por ali passarem loriguenses, nem que fosse só para dar uma saudação amiga, algumas da vezes dando apenas um adeus da porta.

Entretanto, o restaurante "Castanheira" no Lumiar, na década de 1960, que sendo um restaurante de uma magnitude impressionante, mas com o despontar de outros restaurantes, provavelmente mais acessíveis, foi começando a ter alguma dificuldade, para manter a mesma postura, não tardando que viesse encerrar as suas portas, onde na época já tinha sido criada a poderosa Sociedade Padarias Lda., à qual pertencia e que abrangia também as Pastelarias Castanheiras existentes e as padarias ainda activas.
Foram mais loriguense que trabalharam nestas Pastelarias Castanheiras, no que toca a mim como disse trabalhei três anos de onde sai para a vida militar, no regresso já para lá não voltei por ter endereçado para um novo projeto, na ida para Loriga, para abertura do Café Restaurante "Império" (no ano de 1972) e por lá estive a residir durante oito meses.
Devo acrescentar que o meu primo Manuel Lopes de Brito, foi o último resistente loriguense relacionada às casas "Castanheira", alguns anos mais tarde e já nos finais de 1970, deixou de ser encarregado passando para a parte administrativa e para os escritórios da empresa da Sociedade Padarias Lda., junto ao Martim Moniz, onde se manteve até à sua reforma.
Estando eu já por terras da estranja, venho a ter conhecimento do encerramento desta afamada Pastelaria Castanheira, que fez parte de mim, mais tarde venho ainda a saber que passou a ser uma casa de venda de artigos chineses como é ainda hoje e aqui registo a foto. Na verdade um contraste de uma casa famosíssima na baixa de Lisboa, que nunca imaginei a poder ver assim, cada vez que por ali passo dou comigo a contemplar aquela casa que tão bem a conheci e a vivi, percorrendo-me um sentimento de lamentos, mas o tempo não se compadece de lamentações, ficando sim para mim a recordação de memórias que aqui recordando me faz viver.


Domingo 3.11.2019 (às10H00)TMG

Dia de Todos os Santos
- A visita ao cemitério -

Mesmo com o tempo que se fez sentir em Loriga, a tradicional romagem ao cemitério foi realizada, em que ressalva toda a dedicação do povo aos seus ente queridos que já partiram desta nossa vida, que com as campas "melhor arranjadas" predominando as flores e a iluminação das luzes das velas, o envolvimento da pessoas junto das campas são a presença viva nas saudade e nas recordações.
Mais uma vez estiveram presentes representantes da embaixada da África do Sul em Lisboa, que foram a Loriga e estiveram presentes nas homilias religiosas do dia, visitando também o cemitério, no objetivo de preitearem os militares ingleses vítimas mortais da
"Queda do Avião" e ali ficaram sepultados em campa rasa cedida pela Junta de Freguesia de Loriga, que o povo perpetuou como "Campa dos Ingleses".

Recorde-se que nunca ficaram totalmente esclarecidas as causas do acidente, no entanto, pensa-se ter ficado a dever-se ao nevoeiro. Era um avião inglês "Hudson Aircraft" que tinha deixado nesse mesmo dia Gibraltar com destino ao Reino Unido, transportando os seguintes ocupantes e ali sepultados:
-Capitão-Roberto Tavener HILDICK; Tenente-John BARBOUR; Tenente-Daniel De Waal WALTERS; Tenente-John Patie THOM; 1.Cabo-Jack Learoyd WALKER; 1.Cabo Henry Ernest HEDGES.
Conforme consta das Certidões de Óbitos passadas pelo Registo Civil de Seia, as mortes ficaram registadas como tendo acontecido à uma e cinquenta minutos desse dia 22 de Fevereiro de 1944.

Foto - Zé Fernandes

Foto -Carlos Zé


Sexta-feira 1.11.2019 (às7H00)TMG

Hoje Dia de Todos os Santos
Amanhã Dia dos Finados

Nestes dois dias a Igreja Católica celebra a Festum Omnium Sanctorum - Festa de Todos os Santos hoje dia 1 de novembro que é seguido do - Dia dos Finados ou Dia dos Fieis Defuntos amanhã 2 de Novembro. Estas datas por todo o lado são de uma enorme simbologia da paixão, luto e da saudade, por todos os ente queridos que já partiram desta vida dos vivos.

Em Loriga estes dias são bem significativos, vividos com muito sentimento e sentida dor, tradicionalmente vindo de longe, chegam até Loriga muitos loriguenses, para estarem presentes na visita ao cemitério, unidos na Romagem que em procissão leva o povo até ao recanto santo, onde as famílias se reúnem junto das campas onde repousam os seus familiares, num envolvimento de recordação por aqueles que partiram mais cedo, mas que continuam bem presentes.


Arquivo das Noticias inseridas (últimos meses) aqui no "Actualidades"

***

Janeiro/2017

Março/2017

Maio/2017

Julho/2017

Setembro/2017

Novembro/2017

Fevereiro/2017

Abril/2017

Junho/2017

Agosto/2017

Outubro/2017

Dezembro/2017

***

Janeiro/2018

Março/2018

Maio/2018

Julho/2018

Setembro/2018

Novembro/2018

Fevereiro/2018

Abril/2018

Junho/2018

Agosto/2018

Outubro/2018

Dezembro/2018

***

Janeiro/2019

Março/2019

Maio/2019

Julho/2019

Setembro/2019

Fevereiro/2019

Abril/2019

Junho/2019

Agosto/2019

Outubro/2019


Leia e divulgue o Jornais de Loriga, que existem a pensar nos Loriguenses e nos amigos de Loriga
Jornal "Garganta de Loriga" - Propriedade e Administração da ANALOR - Sacavém
Jornal Boletim Paroquial "A NEVE" - Propriedade e Administração Paroquial - Loriga

***

Grupo de Música Tradicional Portuguesa "Grupo Coral da ANALOR"
Contacto:
ANALOR (Associação dos Naturais e Amigos de Loriga - Sacavém, Telef.214917640 -
Email.- analor@netcabo.pt


E f e m é r i d e s

Janeiro

Março

Maio

Julho

Setembro

Novembro

Fevereiro

Abril

Junho

Agosto

Outubro

Dezembro


Álbum de Fotografias - Diversas (Fotos)

Álbum de Fotografias - Gente de Loriga (Fotos)

Página seguinte - Fotos de Loriga à noite

Arquivo Memorial - Diversos (Artigos de escrita)

Dados históricos (Artigos de escrita)


Uma ajuda para com mais rapidez entrar no tema do seu interesse

Indice


Set/1999 - net/prod.© c.Site AMMPina (Ano 2009)