Arquivo de Noticias - Dezembro de 2018


Sábado 30.12.2017 às15H00) TMG

Recordar
Carlos Alves Pereira
12.3.1948 - 29.12.2017

Recordar aqui Carlos Alves Pereira, conhecido no meio loriguense por "Carlos Galinha" ou o "Carlos do Miguel" é poder falar de um amigo da velha guarda, como se tem por hábito dizer, amigo de infância do mesmo ano, frutos de uma criação ali no nosso Bairro de S. Ginês, onde uma geração despontava para a vida, que mais parecia como sendo tudo uma só família.
Era uma Loriga de outras eras, onde no Bairro de S. Ginês a crianças mais pareciam um bando de pardais à solta, o nosso amigo Carlos já nessa altura era muito determinado naquilo que fazia, espontava nele uma calma de encher os olhos, recordo estar sempre pronto para ajudar na padaria o seu avô António Galinha, distinguia-se de nós todos pelas ideias avançadas que demonstrava e que me surpreendia a mim particularmente.
Entrava-mos na década de 1960, na altura já com os nossos 12 anos, lembro-me ter sido a um dos primeiros que disse que eu ia partir para Lisboa, ficou para sempre na minha memória o seu olhar a fixar-se em mim e dizer-me
"tens cá uma sorte já ires embora daqui, quem me dera que fosse eu também", mas algum tempo depois também ele partiu de Loriga, com os seus pais e irmãos tendo como destino a bela vila de Alenquer onde se fixaram.
Deixei de o ver a partir dessa altura, mas cada vez que passava naquela estrada nacional a principal do país, que passava bem perto de Alenquer, lembrava-me sempre do amigo Carlos, que só nos voltaríamos a encontrar quando fomos a Loriga à inspecção para a tropa, foram dias de farra e marcantes que com pena nossa foram de pouca duração, para depois nos voltarmos a despedir mais uma vez, para percorrer os trilhos da vida, que se vieram a cruzar na vida de emigrante.
Tal como eu resolveu ele também procurar noutro país dar um rumo novo à sua vida, desde então e mesmo ao estarmos no mesmo país, deixei de o ver regularmente visto estarmos longe um do outro, durante alguns anos eram poucas as vezes que ele ia por Loriga e assim mais difícil se tornava para o encontrar, no entanto, ia tendo sempre notícias dele, sabendo que se adaptou também muito bem ao país de acolhimento, profissionalmente chegou a ser chefe de turno na firma onde trabalhava, teve ainda uma vida de sindicalista activa, assim como, muito activo na sua vida pessoal e em prol da comunidade.
Alguns anos depois passou a ir até Loriga com muita mais frequência, nomeadamente, na altura do verão, a partir de então nos voltamos a encontrar com muita mais regularidade, assim como, o encontrei uma ou outra vez na Alemanha, quando fui de visita à região onde ele vivia, nos nossos encontros tínhamos sempre que falar e muito, principalmente dos nossos tempo de criança e de Loriga e dos seus problemas mais vistos por quem vai de fora.
Tal como eu tinha o Sporting no coração, gosto que nos acompanha desde os nossos tempos de crianças, o nosso amigo Carlos era na verdade um Sportinguista convicto, fazia tudo para poder estar presente nas festas do Sporting anualmente realizadas em Agosto na nossa terra, ainda bem há poucos anos fez parte de uma das comissões de festas, foi ele o grande impulsionador para aquisição de umas dezenas de mesas para as Festas Sportinguistas, que veio a comprar na Alemanha e enviou para Loriga, que muito jeito fizeram, inclusive, também passaram a fazer muito jeito à comunidade loriguense, pois vezes sem conta já foram cedidas para os mais diversos eventos.
Depois de mais de três dezenas de anos como emigrante na Alemanha, resolveu regressar definitivamente a Portugal e em princípio à sua origem, pensou mais que uma vez fixar-se em Loriga, no entanto, decidiu achar por bem ir viver para São Romão, mais precisamente na Catraia, mesmo assim não muito longe da terra que foi seu berço.
Ainda não há muito que tive conhecimento de um mal que o atormentava, que se veio agravando com o tempo, neste último ano não tive a oportunidade de o ver, mas ia tendo conhecimento que a doença se agravava, por isso, já não estando presente na Festa do Sporting do verão passado por falta de forças. Mesmo eu sabendo do agravamento da doença que o molestava, foi com choque que recebi a notícia e me leva a pensar, que de um momento para o outro não somos nada.
Vejo partir desta nossa vida um grande amigo, um loriguense amigo da sua terra, um sportinguista, mais um do meu ano e da minha infância que vejo partir mais cedo, quando ainda também tinha tanto para fazer, só me resta agora dizer até um dia amigo Carlos, quando nos voltarmos a encontrar nesse caso já desse lado de lá.
Descansa agora em Paz.


Sexta-feira 29.12.2017 às17H00) TMG

Faleceu
Carlos Pereira Alves


Faleceu hoje (sexta-feira) no hospital de Coimbra,
Carlos Pereira Alves, de 69 anos de idade (12.3.1948) mais conhecido no meio lorigunese por "Carlos Galinha"

Recordo que este nosso conterrâneo e meu particular amigo de infância lutava já algum tempo com grave doença

O funeral vai ser realizado amanha sábado pelas 14H00 em Loriga, onde será sepultado no cemitério local.

À família de luto os mais sentidos pêsames


Terça-feira 26.12.2017 às10H30) TMG


31ª. Prova de S. Silvestre
- Vila de Loriga 2017 -

Realiza-se no próximo sábado dia 30 de Dezembro a tradicional Prova S. Silvestre da vila de Loriga, que terá inicio a partir das 15H00, prova que engloba escalões de Benjamins até Veteranos, masculinos e femininos, sendo este evento desportivo dos mais importantes no género que se disputa no concelho de Seia.

Esta corrida de S. Silvestre como é habitual é organizada pelo Grupo Desportivo Loriguense em colaboração com Associação de Atletismo da Guarda, contando ainda com os apoios a Câmara de Seia, Junta de Freguesia local, Escola E.B 2 3, Bombeiros Voluntário de Loriga, GNR de Loriga, Banda e Comércio e Industria local e regional.


Domingo 24.12.2017 às11H30) TMG

O Natal

O Natal é sem dúvida a festa da família, apesar de hoje em dia o mundo andar distraído, onde forças do mal se movimenta neste meio das sociedades, que faz pairar uma certa descrença, injustiças, medo, falta de objectividades, enfim, um sem número de coisas que faz viver muitos, sem esperança.

Mas o Natal é o nosso Natal, a festa da família mesmo tendo em conta que hoje festejar o Natal é diferente e já parece ter pouco dos tempos passados, onde se sintonizava toda esta festa familiar na figura do presépio bem enraizado no espírito natalício, os tempos mudaram e hoje em dia as atenções se concentram em outros símbolos, como o uso das árvores do Natal, naturais ou artificiais, luzes, os Pais Natal e as mais diversas ornamentações, assim deixando-se de ver-se a um canto da sala ou em outra divisão, o presépio onde o Menino Jesus parecia dar um calor diferente de amor e fraternidade a uma casa.

Com é bom recordar tempos idos, quando com a aproximação da quadra natalícia era bem notado uma certa euforia, quase toda a gente fazia o seu presépio em casa, por isso era grande a procura pelos pinhais e soitos, dos melhores musgos, usando até, cestos apropriados, para que ao transportá-los para casa, chegassem o mais bem conservado possível. Na preparação dos presépios, as pessoas, tinham sempre a preocupação de os tornar o mais lindo possível, ornamentados com figuras de barro e ainda de papel que as próprias pessoas faziam, onde retratavam a serra, a neve, a indústria, comércio, pastores, rebanhos, ribeiras, pontes, e até as casas locais

No presente termos a recordação de um passado que nos deixou saudade, mas Natal é sempre Natal, mesmo vendo-se um mundo e as sociedades bem diferentes e se ver perder muitos dos valores que existiam, hoje mais que nunca temos o dever de ter sempre presente aquele conceito bem sempre actual "que o Natal é sempre quando uma pessoa quer". Viva o Natal.


Sábado 23.12.2017 às11H00) TMG

Gente de Loriga em Destaque
- Exposição de Pintura -

Uma bela exposição de pintura está actualmente exposta nas instalações da ANALOR (Associação dos Naturais e Amigos de Loriga) em Sacavém, da autoria de Maria de Lurdes Moura Pinto Fernandes, loriguense radicada na Holanda há já largos anos, sem dúvida com um dom para a arte de pintar, em que coloca uma determinada adoração do que gosta de fazer, onde tem já uma obra de grande evidência, que vale a pena e merece ser visionada.

Maria de Lurdes Moura Pinto Fernandes, a "Lurdes Viriato" com assim conhecida no nosso meio loriguense, é um rebento de uma geração genuína do nosso Bairro de São Ginês em Loriga. Foi um dia para Holanda onde vive nesse país de pintores e que ela um dia também resolveu dedicar-se a essa perícia da pintura, indo ao encontro de algo que mexia com ela em que via através dessa arte de génios um mundo diferente.

Com a divulgação desse seu trabalho começamos então muitos de nós a admirar todo o seu talento, que nos foi surpreendendo e nos foi habituando a ficarmos também cada vez mais deslumbrados perante tanta imaginação e criatividade, que me prezo aqui realçar, ao mesmo tempo quero aqui saudar esta minha vizinha e da mesma criação naquele recanto de Loriga, quando numa
"Loriga de outras eras" mais parecíamos frutos adorados, já sonhando que para além dos montes altos existia um outro mundo que todos gostaríamos de conhecer. Muitos Parabéns Lurdes.


Sexta-feira 22.12.2017 às08H00) TMG

ANALOR
- Festa Paisagem do Ano 2017-2018 -

Como é costume e mais uma vez a ANALOR (Associação dos Naturais e Amigos de Loriga) vai festejar a Passagem do Ano, o chamado Reveillon num ambiente de festa, convívio e muita música ao vivo, onde para aleém de tudo isso, um belo repasto espera por todos com boas iguarias para saborear.

Será sem dúvida uma festa loriguenses, na zona da Grande Lisboa, com um elo de amizade da gente de Loriga para com todos aqueles que queiram fazer a passagem de mais um ano num ambiente de confraternização e fraternidade.


Quinta-feira 21.12.2017 às08H30) TMG

Município de Seia
- Oferta dos Cabazes de Natal -

A Câmara Municipal e as juntas de freguesia do concelho iniciaram esta terça-feira a habitual distribuição dos cabazes de Natal, composto por bens alimentares, uma acção solidária que este ano contempla 196 famílias do nosso concelho.

Enquadrada nas políticas complementares e efectivas de apoio social, esta medida abrange famílias em situação de maior carência económica e social, previamente sinalizadas por equipas técnicas, em parceria com as juntas de freguesia.
A cada uma das famílias contempladas foi entregue um Cabaz com bens alimentares, composto por bacalhau, bolo-rei, azeite, óleo, açúcar, farinha, conservas e enlatados, leite e alguns doces, produtos adquiridos nos supermercados locais.
Paralelamente, foram igualmente distribuídos cabazes aos munícipes mais afectados pelos incêndios, um total de 67 famílias, compostos por géneros alimentares doados, ao que o município incluiu bacalhau e bolo-rei, produtos que compõem a tradicional da ceia de natal.
Com um investimento na ordem dos 7.000€, Filipe Camelo, Presidente da Câmara Municipal de Seia, considera que a distribuição de cabazes
"é uma forma de contribuir para que aqueles que mais precisam possam viver esta época festiva mais felize, proporcionando uma ceia de Natal mais condigna e reconfortante, nas melhores condições possíveis".

Jornal Noticias de Coimbra


Quarta-feira 20.12.2017 às07H30) TMG

Jornal "Garganta de Loriga"
ANALOR
- 30 Anos ao serviço de Loriga -

Foi gratificante de ver a última tiragem do Jornal "Garganta de Loriga", Nr. 127 - Novembro/Dezembro 2017, com a bela capa com o título "30 Anos ao serviço de Loriga" 1987 - 2017, numa justa e bem merecida homenagem às pessoas que fizeram parte dos Corpos Sociais da ANALOR (Associação dos Naturais e Amigos de Loriga) ao longo destas últimas três décadas de anos.

Uma capa de jornal bem concebida que devemos por dever enaltecer, com o nosso jornal a inserir todos os nomes, ao mesmo tempo podermos recordar todos esses que ali muito fizeram em prol desta nossa grande associação loriguense sediada em Sacavém, infelizmente com alguns a já terem partido mais cedo desta vida, mas que foi também na verdade nostálgico assim os recordar.

Lembra-mos que no passado dia 17 de Dezembro, foi realizada uma sessão homenageando assim dessa forma todos esses, um contributo importante para que três dezenas de anos depois continuarmos a ter a nossa ANALOR, bem enraizada numa terra que de certa maneira muito está ligada a Loriga.


Terça-feira 19.12.2017 às10H00) TMG

Faleceu
Maria dos Anjos Pereira


Faleceu ontem no Lar em São Romão - Seia onde era utente,
Maria dos Anjos Pereira, de 95 anos de idade, (30.5.1922)

O funeral vai ser realizado hoje em Loriga, onde será sepultada no cemitério local.

À família de luto os mais sentidos pêsames


...................... às10H00) TMG

Faleceu
Lúcia Marques dos Santos Paulo Raimundo


Faleceu ontem em Santa Iria
Lucia Marques dos Santos Paulo Raimundo, natural do Fontão, tinha 73 anos de idade (1944)

O funeral vai ser realizado hoje em Loriga, onde será sepultada no cemitério local.

À família de luto os mais sentidos pêsames


Segunda-feira 18.12.2017 às22H30) TMG

Fundação Cardoso de Moura
- Assembleia Geral Extraordinária -

O órgão da Assembleia Geral da Fundação Cardoso de Moura, anunciou algum tempo a esta parte, a realização de uma Assembleia Geral Extraordinária, convocando para o efeito todos os Membros do Conselho Comunitário, sessão para o próximo dia 30 de Dezembro, pelas 15H00, que terá lugar no Salão Paroquial de Loriga, com a ordem de trabalhos como consta da convocatória.


Domingo 17.12.2017 às22H00) TMG

As "Ribeiradas"

As "Ribeiradas" é uma expressão muito usual em Loriga, quando por norma no inverno os caudais das ribeiras nos mostram e tomam proporções colossais, um cenário sem dúvida digno de admirar, mas ao mesmo tempo atemorizador.

Ribeirada *

No inverno olho as ribeiras
Com suas águas sazonais
Ouço os seus sons eloquentes
Que me parecem infernais

Dos montes altos descem
Como cenário de admirar
Águas num caudal de beleza
Deslizam em correria sem parar

As águas parecem espumosas
De uma brancura sem igual
As pedras deixam de se vistas
Verdadeiro cenário descomunal

A paisagem é deslumbrante
Que nos dá prazer contemplar
As águas abraçam Loriga e vão
Para bem longe do meu olhar

Beijam suas margens em desdém
Como sem tempo para olhar
Correm, correm desgovernadas
Com pressa de chegar ao mar

* sanip


Sexta-feira 15.12.2017 às15H00) TMG

Uma história da emigração loriguenses
- As Lojas Império Lda. - cidade de Belém Brasil -

Mais uma interessante história da chamada Colónia de Loriguenses sediada no norte do Brasil, concretamente na cidade de Belém do Pará - Brasil, desta vez ao trazermos aqui mais um registo de um estabelecimento comercial criado por gente de Loriga, chegando até a ser uma referência da nossa terra naquela cidade, situada bem ao norte desse grande país onde a emigração loriguense, foi sem margem para dúvida um marco sem precedentes no fenómeno emigratório da gente de Loriga, que hoje ainda por ali predomina nas gerações que os loriguenses deixaram como descendentes

O estabelecimento comercial
"Lojas Império Ldta." está situada na Travessa 7 de Setembro, bem no centro da grande cidade de Belém do Pará Brasil, foi inaugurado em 7 de Março de 1963, por José Mendes Pires (1914-1993), natural de Loriga. Com o seu falecimento em 1993, passou a ser dirigido por seu filho, Carlos Alberto Fragoso Pires, um jovem promissor, hábil e inteligente, mas poucos anos depois precocemente e subitamente faleceu, levando a família a ser obrigada a endereçar pelo aluguer do estabelecimento, situação ainda actual com o estabelecimento a continuar a ter o mesmo nome e pertencendo ainda à família.

Algumas notas sobre José Mendes Pires, nos dá conta de ter embarcado para Belém do Pará, a bordo do navio inglês "Aidan" com a idade de 13 anos, decorria então ao ano de 1927, ali chegando iniciou a sua difícil, porém brilhante caminhada na terra que também amou por adopção, trabalhando com a finco e destemor e mesmo com algum sacrifício conseguiu no ano de 1963, fundar a casa Mendes Pires & Comp, que passou depois a ser chamada por "Lojas Império Ldta.". Casou com Nazaré Fragoso Pires e constituiu uma briosa família muito conhecida naquela cidade.

A casa comercial "Lojas Império Ldta.", continua ainda hoje a ser uma referência naquele local, segundo registos escritos, desde a sua abertura em diante este estabelecimento tornou-se mesmo numa casa comercial tradicional, ali passou a predominar a luta e o trabalho intenso, premiados pela eficiência, pelo respeito, bom atendimento ao sempre festejado freguês, muito zelo e responsabilidade com os compromissos assumidos e sobretudo pela honestidade, que fizeram das "Lojas Império Ltda" a mais respeitada na Praça de Belém no seu ramo de negócios.

Como disse, a casa "Lojas Império Ldta.", continua ali bem firme, mesmo tendo em conta de hoje em dia o negócio estar a cargo de outros e não da família do seu fundador, não deixa de ser veemente bem expressivo a todos aqueles que olham a casa verem nela algo de alguém nascido na sua querida Loriga, um pequeno vilarejo incrustado na Serra da Estrela em Portugal, que ao deixar a sua terra com destino ao Brasil, escolheu a cidade de Belém no Pará, que passou a ser a sua terra de opção.


Quinta-feira 14.12.2017 às22H30) TMG

Association les Amis dos Loriguenses
- Réveillon 2017-2017 -

Com a aproximação do fim do ano, o "Réveillon" festas do fechar e abrir o ano, começa a ser notícia com as suas realizações um pouco por todo o lado, que assim sendo aqui anuncio o "Réveillon 2017-2018" que a comunidade loriguense sediada no Luxemburgo leva a efeito, numa organização a cargo da Association les Amis dos Loriguenses, (Associação dos Amigos Loriguenses) como habitual e mais uma vez terá lugar na localidade de Rumelange na - Salle Verainshaus, a partir das 19H00 no último dia do ano de 2017.

Mais uma festa de loriguenses e amigos de Loriga, onde para além de muita música a abrilhantar este belo evento, o convívio e a confraternização espera por todos, ao mesmo tempo que também espera por todos a boa gastronomia com as mais variadas iguarias.


Terça-feira 12.12.2017 às21H30) TMG

ANALOR
- Sessão de Homenagem -

No próximo domingo dia 17 de Dezembro, vai ser realizado em Sacavém uma interessante iniciativa levado a cabo pela ANALOR (Associação dos Naturais e Amigos de Loriga) que visa numa homenagem às pessoas que desde 1987, ano da fundação, fizeram parte dos Corpos Sociais desta associação loriguense.

Sem dúvida uma justa e singela homenagem a pessoas que no seu cumprimento no meio do associativismo, dão parte do seu tempo no desempenho de funções no objectivo de elevação e do prol da sua associação, numa continuidade activa cultural, recreativa, desportiva e acima de tudo social. Parabéns a todos que vão ser homenageados.

Foto dos Fundadores da ANALOR


Sábado 9.12.2017 às09H00) TMG

Faleceu
Maria Helena Simões Pina Galvão


Faleceu na passada quarta-feira na cidade de Belém do Pará Brasil, onde estava radicada,
Maria Helena Simões Pina Galvão, de 80 anos de idade, natural de Loriga onde tinha nascido em 23.1.1937, conhecida no meio da comunidade loriguense sediada nesta cidade de Belém por "Helena Pina"

O funeral vai ser realizado na cidade de Belém - Brasil, num dos cemitérios locais

À família de luto os mais sentidos pêsames

Complemento de registo

Aqui coloco a foto desta nossa loriguense agora falecida, quando da sua ida para o Brasil em Julho de 1958, conforme consta dos arquivos do www.loriga.de, registando ainda que Maria Helena Simões Pina Galvão, era filha de António dos Santos Pina e de Aurora Simões de Pina.


Sexta-feira 8.12.2017 às07H30) TMG

Efeméride de um monumento
- Cruzeiro da Independência -

Hoje é o dia 8 de Dezembro, que curiosamente é uma data ligada duplicadamente a um monumento de Loriga, que me deu hoje para aqui lembrar, um monumento na nossa terra, que ficou escrito na nossa história de uma certa forma problemática, mas que devemos sempre recordar, pois o Cruzeiro em Loriga foi um dos muitos construídos por todo o país, como monumento evocativo ao "Oitavo Centenário da Fundação e Terceiro Centenário da Restauração da Pátria", surgindo de uma ideia do Rev. Padre Moreira das Neves para perpetuar, para as gerações vindoiras portuguesas, tão importantes acontecimentos.

O Cruzeiro (antigo) no Largo da "Carvalha"
ou Largo do Santo António

Há 77 anos 8 de Dezembro de 1940, o Cruzeiro da Independência é inaugurado no lugar conhecido por "Largo da Carvalha" ou Largo do Santo António, ficando desde logo conhecido este monumento por "Cruzeiro da Carvalha". A sua inauguração, com a respectiva bênção, decorreu com grande brilho, quer nas funções litúrgicas, quer no entusiasmo da freguesia e daqueles que tinham lutado para a sua construção, tendo ainda em conta de na época a sua construção ter sido muito contestada por muitos outros.

Ali se manteve, durante cerca de pouco mais de três dezenas de anos, sendo retirado com todo o cuidado daquele local, no principio da década de 1970 na ideia de, posteriormente, ser novamente erigido.

O Cruzeiro (actual) na Rua Fonte do Mouro

Há 19 anos 8 de Dezembro de 1998, o Cruzeiro da Independência é inaugurado no conhecido local chamado Fonte do Mouro, sendo assim reedificado este monumento histórico de Loriga, que tendo em conta de na altura haver quem não concordasse com a sua reconstrução e mesmo quem não apoiasse ser erigido naquele local, o certo é que prevaleceu a vontade de muitos outros e ali está situado, dando assim continuidade à vontade expressa dos nossos antepassados.

Assim sendo e para a história de Loriga e depois de cerca de pouco mais de três dezenas de anos sem estar erguido aos céus, o monumento do Cruzeiro da Independência passou a estar situado na Rua do Fonte de Mouro, perpetuando assim na nossa terra um monumento que faz parte da nossa história e que pertence e merece estar edificado em Loriga.


Quinta-feira 7.12.2017 às07H00) TMG

Confraria da Broa e do Bolo Negro de Loriga
- Divulgação internacional -

Notícias que nos chegam nos dão conta de mais um acto na vanguarda da divulgação dos produtos de Loriga, com a presença da Confraria da Broa e do Bolo Negro de Loriga, na VII Edição da Feira Eco-raya em Salamanca Espanha, que vai decorrer no próximo fim-de-semana dias 9 e 10 de Dezembro, um certame de fama internacional nessa zona do país vizinho.

Esta Feira Eco-raya vai decorrer no Recinto Ferial Diputación da cidade de Salamanca na Espanha, onde por norma estão representados mais de uma centena de representantes e expositores, entre os quais muitos portugueses, sendo de relevo pela primeira vez a presença da nossa Confraria da Broa e do Bolo Negro de Loriga, na apresentação dos produtos da nossa terra e região, nomeadamente a Broa e o Bolo Negro, os verdadeiros ex-líbris da nossa Loriga.


Quarta-feira 6.12.2017 às11H00) TMG

ANALOR
- Festa de Natal - Almoço Convívio -

Realiza-se no próximo domingo dia 10 de Dezembro, a partir da 13H00, a tradicional Festa de Natal da ANALOR (Associação dos Naturais e Amigos de Loriga) destinada para os seus associados que como sempre acontece vai ser passado num ambiente de festa e convívio, nomeadamente, entre os loriguenses, suas famílias e amigos de Loriga, ao mesmo tempo que espera por todos as apetitosas iguarias.

A Festa de Natal vai decorrer na sede da ANALOR em Sacavém, onde vai também actuar o Coro da ANALOR, abrilhantando este convívio, envolvido ao mesmo tempo no espírito natalício em Paz e Alegria.


Terça-feira 5.12.2017 às20H30) TMG

Faleceu
Maria dos Anjos Santos Prata Pinto

Faleceu hoje terça-feira em sua casa em Loriga, Maria dos Anjos Santos Prata Pinto, de 78 anos de idade (27.6.1939)

O funeral vai ser realizado amanhã (quarta-feira) em Loriga pelas 15H30, onde será sepultada no cemitério local

À família de luto os mais sentidos pêsames


................................ às07H30) TMG

Município de Seia
- Minorações Desagravam IMI -

Notícia difundida nos dá conta da aprovação pela Assembleia Municipal de Seia, de uma medida de certa importância para o concelho, no que respeita à taxa do IMI (Imposto Municipal sobre Imóveis) para o ano de 2018, que vai ter um desagravamento, que de certa forma já não era sem tempo este procedimento agora aprovada.

***

A Assembleia Municipal aprovou, no dia 27 de novembro, a taxa do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) a aplicar em 2018, definida em 0,45 por cento para os prédios avaliados nos termos do CIMI. A proposta da autarquia prevê uma discriminação positiva para 14 freguesias do concelho, em função das características distintas dos territórios.
As taxas de minoração do imposto foram fixadas em 2,5%, nas freguesias de Carragozela e Várzea, Sabugueiro, Sameice e Santa Eulália, Torroselo e Folhadosa, Valezim e Vila Cova à Coelheira, em 5%, nas freguesias de
Loriga e Travancinha, 7,5% nas freguesias de Girabolhos, Sandomil e Sazes da Beira. Por fim, a autarquia de Seia decidiu reduzir o IMI em 17,5% nas freguesias de Alvoco da Serra, Teixeira, Vide e Cabeça.

Ao mesmo tempo, a proposta prevê uma redução de 5% da mesma taxa para prédios arrendados para habitação, localizados em todas as freguesias do concelho, e uma majoração de 30% sobre a taxa aplicável a prédios urbanos degradados, para os quais a Câmara Municipal de Seia tenha determinado a execução de obras de conservação necessárias à correção de más condições de segurança ou de salubridade.
Foi ainda estipulado a redução de 25% da taxa aplicável a prédios urbanos classificados como de interesse público, de valor municipal ou património cultural, nos termos da legislação em vigor, bem como a isenção do imposto sobre os prédios urbanos, localizados nas Áreas de Reabilitação Urbana - ARU do Centro Histórico de Seia e de São Romão, que sejam objeto de reabilitação urbana. A proposta prevê igualmente a redução de 12,5% do IMI aos prédios urbanos com eficiência energética.

Diminuição do IMI para famílias com mais filhos

Como medida de descriminação fiscal e até mesmo de incentivo à natalidade, a Câmara aprovou, igualmente, a descida da taxa do IMI para famílias com mais filhos. A redução do imposto municipal foi fixada em 20, 40 e 70 euros, atendendo ao número de dependentes que compõem o agregado familiar do proprietário a 31 de dezembro, respetivamente um, dois, três ou mais, nos termos do previsto no artigo 13º do Código do IRS.
Estas propostas inserem-se no âmbito da estratégia territorial municipal, visam a promoção da natalidade e, em paralelo, procuram contribuir para o incremento de medidas de reabilitação urbana e, consequentemente, melhorar a coesão territorial com um conjunto de medidas de estímulo e apoio à fixação de famílias no concelho, em resposta ao problema estrutural em concelhos do interior, o despovoamento.

Cm-online


Sábado 2.12.2017 às23H00) TMG

Primeiro Dezembro
A Banda de Loriga na Avenida da Liberdade -

Foi um dia para recordar com a nossa Banda de Loriga na Avenida da Liberdade em Lisboa, no desfile da Bandas Filarmónicas na comemoração do 1 de Dezembro, dia da Restauração da Independência, nome dado ao golpe de estado revolucionário ocorrido a 1 de Dezembro de 1640.

Pelo que ainda se pode ver através do programa em directo levado a cabo pela RTP1, muita gente conhecida e da comunidade loriguense na Grande Lisboa ali esteve presente apoiando a nossa Banda, pena foi que os loriguenses que acompanhavam através da televisão não puderam ver o momento em que a nossa Banda de Loriga percorria a Avenida, porque nesse momento esse canal televisivo deu prioridade ao sorteio do Campeonato do Mundo em futebol a decorrer também nessa hora.
De qualquer maneira foi segundo se sabe muito gratificante a presença da Nossa Banda num dia histórico em Lisboa, para alegria da nossa gente, que ali esteve em força e que temos por dever saudar.

Um belo poema dedicado á nossa Banda e apropriado para aqui retratarmos a nossa Banda de Loriga, a grande embaixadora da nossa terra, quando em tempos foi convidada especial num programa da RTP1.



***

***

Foto JC

Lá vem a Banda *

Ouço o ecoar dos clarinetes
As trompetes, os saxofones
Músicos alinhados
Marcham com rigor.
Harmoniosas melodias
Soam no ar.
É dia de festa.
A alvorada pelas ruas
Dá a todos os bons-dias.
Perfilados e fardados
Os músicos e o mestre
Anunciam alegria.
De novo, o som no ar.
A procissão vai a passar.
Ao som da música
Todos marcham o compasso.
Percorrem as ruas
Tocando hinos
De prece e de louvor
Ou´o povo acompanha
Com todo o fervor.
Segue-se a missa cantada
Pelos músicos tocada.
A festa continuou.
O concerto musical
Foi o remate triunfal.
A banda de novo tocou.
Foi assim o percurso
Desta banda musical
Qu´em Loriga se fundou
E a Estrela apadrinhou.
Durante 100 anos
Alegrou e encantou
Aqueles que primaram
Com a sua companhia.
Hoje, teve a honra
De tocar nesta praça
Onde há música e harmonia.
A Praça da Alegria.

* Génita
31/05/06


Sexta-feira 1.12.2017 às07H30) TMG

Primeiro de Dezembro
- O Dia da Restauração -

Hoje 1 de Dezembro é feriado em Portugal o chamado dia da Restauração da Independência, nome dado ao golpe de estado revolucionário ocorrido a 1 de Dezembro de 1640, chefiado por um grupo designado de Os Quarenta Conjurados e que se alastrou por todo o Reino, pela revolta dos portugueses contra a tentativa da anulação da independência do Reino de Portugal pela governação da dinastia filipina castelhana, e que vem a culminar com a instauração da 4ª Dinastia Portuguesa - a casa de Bragança - com a aclamação de D. João IV.
Esse dia, designado como Primeiro de Dezembro ou Dia da Restauração, é comemorado anualmente em Portugal, com muita pompa e circunstância, desde o tempo da monarquia constitucional. Uma das primeiras decisões da República Portuguesa, em 1910, foi passá-lo a feriado nacional como medida popular e patriótica. No entanto, essa decisão foi revogada pelo XIX Governo Constitucional, dada a grave crise que Portugal ultrapassava à altura, passando o feriado a comemorar-se em dia não útil a partir de 2012. Porém, a partir de 2016, as comemorações do 1º de Dezembro voltaram a realizar-se no dia 1º de Dezembro, voltando, por isso, a ser feriado nacional, de acordo com o XXI Governo Constitucional.

Celebração do 1 de Dezembro em Lisboa
- Desfile das Bandas na Avenida da Liberdade -

Hoje para comemorar este dia 1 de Dezembro, como se noticiou oportunamente, vai decorrer na Avenida da Liberdade em Lisboa um grandioso Desfile de Bandas, oriundas dos vários pontos do país entre elas a Banda de Loriga, informando-se que este desfile irá ser transmitido em directo pela RTP1 a partir das 14H30 horas de Portugal, programa a não perder pelos loriguenses espalhados por outros pontos do nosso país e pelo mundo.


Actualidades
Neste mês de Novembro

Ainda relacionado a este mês de Novembro, poderá visionar as noticias aqui inseridas de 1.11 até 13.11, assim pode clicar em baixo ou mesmo aqui Novembro/2017