Arquivo de Noticias - Janeiro de 2017


Terça-feira 31.1 2017 (às10h00) TMG)

Orçamento Participativo
- "Loriga vila Lusitana" - Projeto grande vencedor -

Confirmou-se uma grande vitória para Loriga, após serem dado a conhecer os resultados finais relacionado ao Orçamento Participativo no concelho de Seia, com o projeto "Loriga Vila Lusitana" a ser o mais votado, ficando assim no primeiro lugar, demonstrando mais uma vez que a união faz a força, com a maioria dos loriguenses a dizerem presente.


Com justiça se deve realçar o envolvimento e determinação de gente jovem da nossa terra, entre eles Adriano Lopes, por todo um movimento posto em prática e pelo empenhamento em redor deste projeto, que desta forma foi possível concretizar, saindo assim engrandecida Loriga e demonstrando também que a nossa terra tem gente de futuro, que nos preza assinalar.

Sem dúvida uma grande vitória de Loriga e da esmagadora maioria dos loriguenses e, também de todos aqueles que não podendo votar e mesmo longe, sempre acreditaram nestes jovens e no movimento criado, que como se disse tudo fizeram com muita dedicação de maneira perseverante fazerem passar a mensagem, dando-se assim um passo importante que requer agora a continuidade de levar bem em frente o projeto
"Loriga - Vila Lusitana" - PARABÉNS..


Segunda-feira 30.1 2017 (às07h30) TMG)

Casa do Repouso da Nossa Senhora da Guia
- XII Aniversário da inauguração oficial -

Celebra-se hoje dia 30 de Janeiro o XII Aniversário da inauguração oficial das instalações da Casa do Repouso da Nossa Senhora da Guia (30 de Janeiro de 2005) cerimonia que teve a presença de várias individualidades, nomeadamente, o Senhor Ministro da Segurança Social, da Família e da Criança, Dr. Fernando Negrão, em representação do governo, com a celebração solene da bênção das instalações, a ser presidida pelo Senhor Bispo Coadjutor da Diocese da Guarda, D. Manuel Felício e também presentes forças vivas da nossa terra e muito público em geral.

Recorde-se que a Casa de Repouso da Nossa Senhora da Guia, já estava a funcionar desde o dia 13 de Setembro de 2004, nessa altura aberta com apenas quatro utentes internados, com a cerimónia da inauguração e bênção das instalações deu-se assim por oficializada esta nobre, solidária e humanitária instituição loriguense.

A Casa de Repouso da Nossa Senhora da Guia, é sem dúvida uma obra social de importância vital em Loriga, onde os valores fundamentais do humanismo estão sempre presentes, sendo evidente a sensibilidade, o carinho e atenção pelas pessoas mais idosas, minorando assim o seu sofrimento, ao mesmo tempo que é proporcionado uma melhor qualidade de vida, nos restantes anos que lhes estão reservados neste mundo.


Sábado 28.1 2017 (às09h00) TMG)

Fundação António Cardoso de Moura
- Aviso de convocatória -

Está já em movimento um passo importante para a vida da Fundação António Cardoso de Moura, que vai levar a que esta nobre instituição de Loriga, deixe de ter uma grande carga política e passe a ser a população loriguense diretamente a orientar os destinos orgânicos deste organismo

Vai ser realizado as eleições para os Órgãos Sociais, tal como foi deliberado pelo Concelho de Administração, com as Lista de Candidaturas a darem entrada até ao dia 3.3.2017, pelas 17H00, devendo conter os Órgãos Sociais - Concelho de Administração, Comissão Executiva e Concelho Fiscal respetivamente.


Quinta-feira 26.1 2017 (às10h30) TMG)

Alma poética do nosso Povo
- Poema Bairro de S. Ginês -

Mais um belo poema chegado até mim, desta vez em homenagem ao meu Bairro de S. Ginês, que aqui me prezo registar, da autoria da nossa grande bairrista loriguense Eugénia Gomes, mais conhecida no nosso meio loriguense por "Genita", que desta vez nos brinda com este belo poema dedicado a este recanto de Loriga e sua gente, exprimindo assim na sua alma poética recordações que nos fazem viajar no tempo, para assim com certa nostalgia recordar esses tempos há muito idos, mas que estão bem presente no nosso coração. Parabéns "Génita".

*****

Bairro de S. Ginês *

I
Sopram ventos da garganta
Entram com grande altivez.
Num lugar que nos encanta
O bairro de S. Ginês.

II
Situado bem no alto
Virado para a Senhora da Guia
Tem a Senhora do Carmo
Sempre em sua companhia.

III
Na sua linda capela
Tem o escapulário na mão.
Com S. Ginês e S. Caetano
Dá -nos a sua protecção.

IV
A capela da Senhora do Carmo
Rodeada de habitações
Formam este lindo bairro
Cheio de recordações.

V
Neste bairro gracioso
Entre largos e ruelas
Há casinhas tão juntinhas
Como quem habita nelas.

VI
As famílias eram numerosas
Dava gosto ouvir gritar
As crianças que corriam
Para junto da capela brincar.

VII
No Verão a algazarra
Crescia ainda mais
Com os que passavam férias
Acompanhados pelos pais.

VIII
A família de S. Ginês
Vai-se perdendo no tempo
Um bairro cheio de vida
Está deserto neste momento.

IX
O trinque estava na porta
Abríamos para perguntar:
Está alguém em casa?
Podemos também entrar?

X
Hoje, mesmo sem trinque
Poucos são os moradores
Sr. Mário, Lurdes, António e Isabel
A Carla, o Márcio e o filhote Miguel,
Lurdes Maurício, o Carlitos
Fernando Angelo, Armando e Tó zé.
Alzira e Laurinda Prata.
É o que resta neste cantinho do céu
Onde às vezes também moro eu.

XI
Descendo para o cantinho
Fica apenas o passado
A Lourinda do Monteiro
Com a sua numerosa prole.
A Lisete e o Emídio Garcia
A Maria José e a Assunção
O Horácio e a Irene
A Adélia e o Joaquim João.
As Urbanas, as Auroras
As do Carmo e o Zé Tomé.
A Laura, o Álvaro
O Emidio, a Lurdes, o Mozart
As dos Anjos do Firmino e Caçapo
A Floripes, a Irene, a Ermelinda
A Helena e o Manuel
A Teresa, a Inadina e o Joaquim
A Alzira e o Pedro Leal
Tantos Antónios, Josés, Joaquins
Laurindas, Marias e Manueis
Viveram neste cantinho
Com muito amor e carinho

Capela Nossa Senhora do Carmo
o símbolo histórico do Bairro de S. Ginês

XII
Tanta gente a trabalhar,

Tantos filhos a brincar.
Nomes sem fim,
Impossível todos enumerar.
As alcunhas também ficaram
E acompanham as populações.
São nomes que nos permitem
Identificar as gerações.
Pineia, calados, correio, pinheiro
Vivória, torneiro, perico, firmino,
Brasileiro, calçada, palha, macedo,
Pois bom, rega, chora, pastana,
Mainas, angelo, grilo, cucus
Mauricios, Melo, cigueira,
Urtigueira, machado, moleiro,
Felix, alhos, cêsar, ferrito
Menano, cândido, Zé bonito
Zé morto, viriatos, Zé da vide,
Valérios, ribeiros, neves, cabral
Deram vida a este bairrito.

XIII
Um dia aconteceu
Um episódio peculiar.
Vieram tirar os santos
Que estavam no altar

XIV
Tocam o sino a rebate
Todo o bairro se juntou.
S. Ginês e S. Caetano
Alguém daqui os levou.

XV
Vamos todos ao museu
Os santos têm de voltar.
Nossa Senhora do Carmo
Sozinha não vai ficar.

XVI
Voltaram então os santinhos
Provando mais uma vez.
Que a união faz a força
No bairro de S. Ginês.

XVII
Para servir os moradores
Nas compras do dia -a -dia.
A dos Anjos do Firmino
Tinha uma mercearia.

XVIII
O edifício dos correios
Esteve aqui a funcionar.
A Sra Dª Lucinda
Era uma funcionária exemplar

IXX
Na altura de epidemia
Fazia-se a desinfecção
Usaram esta capela
Para realizarem essa operação.

XX
A metalúrgica Vaz Leal
Em crescente ascensão
Deixa o alto do cabeço
Para o terreiro da lição.

XXI
Mais tarde veio o Zé alho
Com materiais de construção
Correndo a garotada
Qu'espalhava a areia no chão.

XXII
As portas vão-se fechando
Mas fica a recordação.
Do que foi este lindo bairro
Numa outra geração.

XXIII
Vim para aqui morar
Era uma jovem donzela
Na capelinha casei
Continuo a olhar para ela.

XXIV
Sinto tristeza pelo vazio
Que brota de cada lugar.
Alegram-me as recordações
Qu'o sol continua a iluminar.

XXV
Deixo estas quadras singelas
Com um carinho especial
Para todos os que viveram
Neste lugar divinal.


XXVI
Se me esqueci d'alguém
Não foi com intensão.
Guardo todos os vizinhos
Com amor no coração.

XXVII
A bênção dos ramos
É ainda uma tradição.
Os cristãos vêm à capela
E partem em procissão.

* Genita
2017-01- 21


Terça-feira 24.1 2017 (às17h30) TMG)



Faleceu
José Joaquim Pereira

Faleceu hoje (terça-feira) dia 24 de Janeiro no hospital de Seia, José Joaquim Pereira, de 88 anos de idade (18.8.1928) conhecido no meio loriguense por "Ti Zé Pereira".

O funeral vai ser realizado amanhã (quarta-feira) em Loriga, pelas 16H00, onde será sepultado no cemitério local


À família de luto os mais sentidos pêsames


Segunda-feira 23.1 2017 (às17h30) TMG)

O "Cambeiro" em Loriga
- Peditório para o São Sebastião -

Mais uma vez cumpriu-se ontem (domingo) dia 22 de Janeiro em Loriga, uma tradição que vem de longe, o "Cambeiro" saiu pelas ruas da vila, no peditório para o São Sebastião, para ao longo do percurso as pessoas colocarem nos pendurais que dele fazem parte, por norma enchidos, bacalhau, depois no final dia e no Salão Paroquial foi efetuado o leilão.

Neste peditório para São Sebastião, são ainda oferecidos outros artigos comestíveis, tais como, feijão, grão, milho, queijos, garrafas etc., que os mordomos vão transportando à parte, assim como, também são oferecidos donativos em dinheiro.
É certo que hoje em dia já não tem a dimensão de outras eras, no entanto, continua a manter-se bem viva a mesma originalidade deste peditório e, o
"Cambeiro" lá vai percorrendo as ruas recebendo as ofertas dos artigos comestíveis, que apesar de tudo, mesmo hoje em dia continua a fazer a diferença de outros peditórios.


Domingo 22.1 2017 (às17h00) TMG)

Um olhar por outras terras
- Gente de Loriga em destaque -

O jovem loriguense António Carlos Figueiredo Simão, licenciado em Gestão, pela Faculdade de Economia de Coimbra, acaba de lançar o Livro "Capa Negra de Saudade" um feito que me prezo aqui realçar nesta minha página, ao mesmo tempo felicitar este nosso jovem conterrâneo, que nos deixa como loriguenses orgulhosos.

Dando a conhecer um pouco mais deste jovem António Simão, devo dizer que faz parte da gente do meu Bairro de S. Ginês, onde foi criado, filho dos loriguenses António Carlos Antunes Simão e de Maria Matilde Marques Figueiredo Simão, neto paterno de Abílio Lopes Simão (Perico) e de Maria Irene Antunes Galvão, ambos falecidos e neto materno de Joaquim Marques Figueiredo e de Maria Idalina Marques da Costa (Joaquim e Idalina da Padaria), sobrinho do nosso amigo José Joaquim Antunes Simão (Zeca Minilor), já falecido. Toda esta boa gente pertence ao meu Bairro de S. Ginês, que é sempre bom recordar.

O jovem estudante António Simão, dá assim um passo grande, com o lançamento deste seu romance autobiográfico "Capa Negra de Saudade" um livro que segundo se sabe, retrata a vida boémia estudantil e é fruto da inspiração da sua vivência na cidade dos estudantes, em que ao criar uma personagem principal dá a conhecer a realidade de uma série de questões existentes numa lógica indivíduo versos numa sociedade de hoje.

Na verdade uma obra desta envergadura, escrita por um jovem de apenas 23 anos de idade, está a ser de realce, assim como, foi brilhante e de destaque a apresentação deste livro "Capa Negra da Saudade" quando foi apresentado no passado dia 14 de Janeiro na Sala Keynes da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, sessão abrilhantada pela Tuna da Faculdade de Economia de Coimbra, da qual o jovem António Simão fez parte.

Resta acrescentar desejando muito sucesso para o jovem António Carlos Figueiredo Simão, que este seu primeiro livro seja o primeiro de muitos mais, que na verdade e mais uma vez vemos gente de Loriga em destaque e como loriguense me orgulho.


Quinta-feira 19.1 2017 (às12h00) TMG)

Residencial "O Vicente"
- Honrosa distinção -

Notícias difundidas nos dão conta que a Residencial "O Vicente" acaba de receber mais uma honrosa distenção internacional, através da "Gueste Review Awards" Booking.com com a pontuação 8.8, indo a partir de agora receber o certificado oficial e o autocolante também oficial para a porta ou para janelas.

Esta digna distinção atribuída anualmente galardoa as propriedades da restauração, com os clientes em comentários em online a darem a sua opinião e uma pontuação de 2.5 a 10, sendo o 10, a pontuação mais alta, sendo depois gerada uma média para todos os comentários que tem de corresponder com uma pontuação mínima de 8.0 com base, como se disse em 10.

Os clientes ao fazerem os seus comentários, de acordo com as suas pontuações dadas, terão que ter em conta as seguintes categorias:

- Funcionários
- Serviços e comodidades
- Limpeza da acomodação
- Conforto
- Relação preço/qualidade
- Localização

Cumpre-nos pois saudar a Residencial "O Vicente" por mais este digno prémio, o que aliás nos tem habituado, porque na verdade inserido no tema, personalização, disponibilidade e funcionalidade, atributos mais que fundamentais que levam a serem reconhecidos e premiados, temos por dever de enaltecer, por isso, ao vermos atribuição de tão honrosa distinção estamos mais que certos que engrandecem Loriga e orgulham os loriguenses.


Quarta-feira 18.1 2017 (às13h00) TMG)

Casa da Cultura de Seia
- Concerto desconcertante com canções tradicionais de Natal -

O Natal já passou, mas ainda foi há pouco tempo, por isso, vários grupos da Associação Cultural AnimEsp, de Torres Vedras vão proporcionar um concerto desconcertante com canções tradicionais de Natal no Cineteatro da Casa da Cultura de Seia.

Será no dia 29 de janeiro, (domingo) pelas 15:30 horas, um concerto com Rufinhos, Rufos & Roncos, Comcordas e Arco Iris, todos eles orientados por Joaquim Gonçalves, professor de música e natural de Loriga.
Deste modo, os bombos, as caixas e os timbalões, vão juntar-se nesta 4 formações - uma coral, outra de cavaquinhos, outra de bombos e outra de gaitas e percussão neste concerto
"desconcertante", juntando mais de meia centena de músicos, num concerto único e forte.

As músicas tradicionais da época de Natal terão uma roupagem diferente, com registos de rap, poesia de jograis,
'cha cha cha' ou a produção do som de vassouras construídas com giestas, a marcarem a cadência a uma "Noite Feliz" diferente.

O concerto, que tem entrada livre, conta com o apoio do município de Seia, Junta de Freguesia de Loriga e Bombeiros de Loriga.

Na promoção deste concerto pretendem os organizadores ao longo destes dias, manifestar o seu apoio ao projeto: LORIGA VILA LUSITANA, que concorre ao Orçamento Participativo do município de Seia.

Joaquim Pinto Gonçalves

Recordo que o nosso amigo e bem conhecido bairrista loriguense, Joaquim Pinto Gonçalves, professor de Educação Musical, do Quadro de Escola, da Escola Básica Integrada Padre Vítor Melícias, de Torres Vedras, onde se tem dedicado a criar e a dinamizar projetos de Grupos de Percussões.

Ligado ao grupos musicais, nomeadamente ComCorda, como se costuma dizer, na sua qualidade de Maestro, diretor e impulsionador, tem sido de relevo o grande trabalho em grupos, como por exemplo Grupo
"Ribombar" - Grupo Cavaquinhos de Torres Vedras - Grupo Rufos & Roncos - Grupo de Gaitas e Percussão, da Casa da Cultura de Ponte do Rol, onde na verdade tem feito uma tarefa de realce nesta área, sendo por isso bem conhecido na região de Torres Vedras e não só, que me prezo aqui enaltecer e que na realidade é um orgulho para os loriguenses.


Terça-feira 17.1 2017 (às14h00) TMG)

Um olhar por outras terras
- Gente de Loriga em destaque -

O jovem loriguense professor de música Ricardo Calado tem desenvolvido um trabalho notável em Vila Cova do Alva, concelho de Arganil, sendo o Maestro da Banda Filarmónica Flor do Alva dessa vila, e também director da escola de música da mesma, que tem sido de relevo todo um trabalho feito na arte musical naquela vila e na região, que se deve enaltecer e de orgulho para os loriguenses.

O Maestro Ricardo Calado que tomou conta da regência da Sociedade Filarmónica Flor do Alva, em Janeiro de 2008 e onde se manteve até Novembro de 2009, regressou no ano de 2013 onde se mantêm actualmente e como se disse tem executado por ali um trabalho de excelência, sendo muito acarinhado e estimado, sendo mesmo hoje uma referência naquela vila beirã, que nos cumpre aqui registar, quando gente de Loriga se destaca nas comunidades em que estão inseridas.

Chega-nos as notícias que nos dão conta que a Banda Filarmónica Flor do Alva, concretizou recentemente um grande objectivo com a gravação do seu primeiro CD, que tem sido de destaque nos meios noticiosas, que segundo sabemos foi uma ideia impulsionadora do jovem Maestro Ricardo Calado, que com enorme empenho, dedicação e determinação, levou a cabo um sonho que existia, para assim também ficar registado mais um feito no historial daquela Banda, que já tem 98 anos de existência.

Recordo aqui apenas alguns dados do seu longo currículo nesta arte musical, dizendo que Ricardo Calado nasceu em Loriga em 1979. Iniciou os estudos musicais aos 9 anos na Banda, da nossa terra natal, Sociedade Recreativa e Musical Loriguense, onde viria mais tarde a desempenhar as funções de Monitor e Responsável da Escola de Música.
Frequentou vários cursos para jovens músicos, passou pela Banda de Seia, frequentou o conservatório
"Coleggium Musicum" em Seia no curso de clarinete em sib. Estudou ainda Estética, Direcção de Banda e Coral participando nas jornadas que decorreram em Fátima. Frequentou o curso para jovens regentes de Bandas/Filarmónicas.
Lecciona em várias escolas primárias onde tem cativado e preparado jovens para a integração na vida musical. É convidado com frequência para prestar colaboração em vários Coros e Bandas Filarmónicas da região.

Momentos da gravação


Segunda-feira 16.1 2017 (às10h20) TMG)

Loriga Vila Lusitana
- V
otação no Orçamento Participativo -

Estão já lançadas as bases para a votação no Orçamento Participativo, no nosso concelho de Seia, que vai ocorrer a partir de hoje dia 16 e até ao próximo domingo dia 22 de Janeiro, esperando-se a votação em massa de todos os loriguenses recenseados, com a idade igual ou superior a 18 anos e residentes em Loriga ou no concelho.

Está também criado no Facebook, um mural
Loriga - Vila Lusitana onde se poderá um conhecimento em Detalhes e mais generalizado sobre este tema, que como se sabe está na ordem do dia na nossa terra e no nosso concelho, sendo por isso importante a nossa população vote, pois o voto é pleno direito de decisão.

Aviso

"Uma vez que o dia 22 de Janeiro (data limite para votação no Orçamento Participativo) é um domingo, poderão os votos ser entregues à mão, no Gabinete de Apoio à Presidência, na segunda-feira (dia 23) até às 12:30h"


............................. (às10h10) TMG)

Confraria da Broa e do Bolo Negro de Loriga

Como é de conhecimento e aqui divulgado está marcado para o próximo dia 21 de Janeiro pelas 20H30, a Assembleia Geral da Confraria da Broa e do Bolo Negro de Loriga, que tem como um dos pontos importantes da Ordem de Trabalhos, a eleição dos novos Corpos Sociais da Confraria para o triénio 2017 a 2019.
Chegou até mim a Lista candidata a sufrágio, composta por muita boa gente loriguenses que me prezo aqui divulgar, estando certo que irão fazer um serviço de relevo, na continuidade do grande trabalho que na verdade tem sido feito, na projecção do Bolo Negro, da Broa e de outros produtos tradicionais de Loriga e da região.
Cumpre-me aqui saudar todos os elementos que compõem esta Lista. Esta instituição é hoje em dia um expoente máximo na divulgação dos produtos endogénicos da nossa terra, ao mesmo tempo que leva bem longe o nome de Loriga, no entanto, os loriguenses têm tido o notório distanciamento para com este organismo, o que nada abona, quando se devia ter um olhar bem mais uniforme no apoio, porque na verdade o trabalho feito tem sido de excelência, que nos deixa orgulhosos como loriguenses.

Assembleia Geral:

Presidente: António Maurício
Secretário: Jorge Alves Pina
Secretário: Pedro Garcia

Direcção:

Presidente: Luís Costa
Secretário: Luís Figueiredo
Tesoureiro: Ana Maia
Vogal: Ana Rita Gonçalves
Vogal: David Romano
Vogal: Maria Rosário Conde
Vogal: Sílvia Pereira

Conselho Fiscal:

Presidente: José Francisco Romano
Secretário: Juliana Moura
Secretário: Fernando António Mendes


Quinta-feira 12.1 2017 (às08h10) TMG)

Orçamento Participativo
- Loriga - Vila Lusitana -

Como vem sido notícia está na ordem do dia o movimento da campanha na participação da população loriguense, na primeira edição do Orçamento Participativo do nosso concelho, estando já lançado a base do plano traçado "Loriga - Vila Lusitana" estando marcado para o próximo domingo dia 15 de Janeiro, pelas 18H00, no Salão Paroquial, uma sessão de apresentação do projeto,

Recorde-se que esta primeira edição do Orçamente Participativo de Seia, vai entrar agora numa fase decisiva, marcado para o período de 16 a 22 de Janeiro, a fase de votação da população, por isso nunca será de mais dizer, que está na hora de os loriguenses residentes, com a idade igual ou superior a 18 anos e recenseados, que participem em massa neste projeto, que sou assim unidos será possível ter o pleno voto de decisão.


..................... (às07h50) TMG)

Confraria da Broa e do Bolo Negro de Loriga
- Convocação de Assembleia Geral -

Está marcado para o próximo dia 21 de Janeiro, pelas 20H30, a Assembleia Geral da Confraria da Broa e do Bolo Negro de Loriga, com vários pontos da Ordem de Trabalhos, entre eles o que diz respeito proceder à eleição dos novos Corpos Sociais da Confraria para o triénio 2017 a 2019.


Quarta-feira 11.1 2017 (às08h00) TMG)

O Livro
"OS PINAS DE LORIGA"
-Três Séculos de Genealogia - 1610 - 1910 -

Acaba de chegar até mim o livro "OS PINAS DE LORIGA" -Três Séculos de Genealogia - 1610 - 1910, da autoria do senhor Dr. António Herculano Melo, que teve o seu lançamento no passado mês de Dezembro, um trabalho de pesquisa de enorme realce, que durante vários anos ocupou esta figura de Loriga

Um livro bem concebido com o prefácio do também loriguense Carlos José Nunes Amaro, que destaca a figura do senhor Dr. António Herculano Melo, devo dizer que esta publicação fazia falta a Loriga, tendo em conta de o apelido "PINA" ser o mais comum na nossa terra, que de certa forma liga muitas famílias, com esta publicação onde consta o registo de mais de um milhar de loriguenses que usam ou usaram o apelido Pina, dados que possibilita obter a genealogia de muitas famílias de Loriga.

É sem dúvida um livro que deve ser adquirido por todo o universo loriguenses e não só, que para além de enriquecer o conhecimento de gente da nossa terra, com a sua compra está também a contribuir em uma acção de solidariedade a favor do Bombeiros Voluntários de Loriga, associação loriguense à qual o senhor Dr. António Herculano Melo, decidiu atribuir a edição deste seu livro, em homenagem ao seu primo e padrinho senhor Herculano de Brito Leitão, o grande fundador desta nobre instituição loriguense.

Junto ao livro vem então um CD, Ficheiro Informático construído também com um trabalho gigantesco e bem identificado, trabalho este da autoria da loriguense, Margarida Pina Reis.


Terça-feira 10.1 2017 (às22h50) TMG)



Faleceu
José Fernandes Conde

Faleceu hoje no hospital da Guarda, José Fernandes Conde, de 82 anos (1934) ex maestro de Bandas filarmónicas e também filarmónico.

Recorde-se que este bem conhecido loriguense, residia em Seia há longos anos, foi durante algum tempo Maestro da Banda de Tourais

O seu funeral vai ser realizado amanhã (quarta-feira) pelas 14H30, na cidade de Seia, onde vai ser sepultado no cemitério local.

À família de luto os mais sentidos pêsames


..................... (às07h50) TMG)

Loriga atual
- Orçamento Participativo -

Está na ordem do dia na nossa terra, com gente loriguense a desenvolver junto da população uma campanha para levar em frente projetos e inseri-los no Orçamento Participativo do nosso concelho, que seria na verdade importante aderência total da população de Loriga, como dever cívico de votar e ter assim o pleno direito de decisão.
Na verdade hoje em dia, o Orçamento Participativo é um mecanismo em que os cidadãos têm efetivo poder de decisão sobre uma parcela do Orçamento municipal, com os cidadãos apresentarem proposta e votarem projetos que querem ver incluídos no Plano da Atividades e Orçamento das Câmaras.

Tem sido de relevo a determinação como um grupo de jovens loriguenses, entre eles Adriano Lopes, através das redes sociais e outros meios, se tem dedicado a esta causa, no sentido de mobilizar a população de Loriga, sendo também hora de a gente loriguense dizer presente e participarem em massa, porque só assim é possível chegar longe e aos objetivos definidos.

http://www.seiaparticipa.pt/PageGen.aspx?WMCM_PaginaId=28294&id=36


Domingo 8.1 2017 (às22h45) TMG)

Dia do Fotógrafo
- Máquinas fotográficas no Tempo -

Hoje "Dia do Fotografo" deu-me para celebrar este dia com algumas máquinas fotográficas que tiveram o seu tempo, hoje relíquias que não podemos deixar de admirar, o mesmo que dizer foram no tempo o nosso olhar.
Estas algumas das várias máquinas que ainda conservo, que como não podia deixar de ser, são algo que ainda mexe com a saudade.


Sábado 7.1 2017 (às08h00) TMG)

Ano 2017
- Um Horizonte de Esperança em Loriga -

Tenho por hábito dizer na mudança de cada ano, "Ano Novo Vida Nova" é o que me praz mais uma vez dizer, congratulando-me ao ver renascer algum horizonte de esperança para Loriga, neste ano de 2017 que agora começou.
Nesse sentido venho aqui falar de três imóveis históricos em Loriga, que de uma e de outra forma tiveram destaque no ano findo. Falando para já de dois desses imóveis, que segundo se sabe é um facto a perspectiva do regresso à actividade laboral, que pertenceram à também histórica empresa - Metalúrgica Vaz Leal - que esteve em atividade durante mais de 70 anos e que inevitavelmente chegou ao processo dissolvência e por conseguinte ao encerramento das suas portas.

O Imóvel das Lamas, ou "Fábrica do Zé Lages" como foi assim conhecida no passado, junto à Praia Fluvial, que com o encerramento definitivo da Metalúrgica Vaz Leal, muitos de nós loriguenses tiveram como primeiro pensamento que seria uma boa oportunidade de ser adquirido pelo poder municipal e destinado a apoio da Praia Fluvial de Loriga, sendo unânime as opiniões sugerindo mesmo ao poder local e Municipal para darem os passos nesse sentido de aquisição, se bem que para muitos de nós era perda de tempo estar a falar nisso, sabendo-se de ante mão que nada adiantaria, pois surpreendente seria se essa aquisição fosse conseguida, visto ser este imóvel em Loriga e não em Seia ou mesmo em São Romão.
Nessa impossibilidade de assim ser, foi grande a satisfação da maioria dos loriguenses, eu incluído, de vermos no mês de Novembro do ano findo, este imóvel ser adquirido por gente jovem e empreendedora da nossa terra, que estando já em laboração no ramo metalúrgico num outro local e com um futuro risonho, aquisição destas instalações serão de importância para a sua expansão, que se deve realçar, ao mesmo tempo que me prezo dizer, que foi importante e também de contentamento dessa maioria de loriguenses, de não vermos este imóvel ir parar a mãos de gente de fora, que fosse ali implementar um meio provavelmente explorativo.

O imóvel sede da antiga empresa Metalúrgica Vaz Leal, em frente do "Vicente" também ele longe de poder ser adquirido pelo poder administrativo local e municipal, que estamos certos que se fosse em Seia ou mesmo em São Romão, possivelmente tinham dado muitos passos para conseguirem apoderar-se daquele grande espaço.
Assim, também nessa impossibilidade de o olhar de Seia chegar até Loriga, esse imóvel foi então adquirido no mês de Novembro do ano findo, por gente da vizinha localidade de Valezim, (onde se fala estar também metido o loriguense Eng. António Leal), também para laborar na actividade do ramo metalúrgico, que assim sendo, saúda-se em vermos mais uma empresa renascer na nossa terra, que nos leva ao pensamento positivo de ser de grande importância para Loriga e para os loriguenses, vermos mais um local da nossa terra a renascer das cinzas.

Também um outro imóvel de destaque em Loriga, durante o ano findo foi o da ex-Escola Primária de Loriga, que rumores que correram nos davam conta de poder virar a "Hostel" um projeto de uma senhora empresária sediada em Seia, que tudo levando a crer ter sido verdade e que nessa perspectiva, seria também uma mais-valia para a nossa terra, tendo em conta de tanta participação de visitantes que passam por Loriga e com este tipo de alojamento ser na certeza de grande necessidade.
Já agora e por aquilo que tenho conhecimento, as negociações que decorreram entre o município e a senhora empresária de Seia, para a cedência do prédio da Ex escola, não tinha como objetivo a sua venda, mas sim cedido por meio de aluguer, no entanto, depois de algum tempo já passado, não mais se soube sobre do desenvolvimento deste processo e se na verdade vai ser concluído.
Recorde-se que este género de alojamento "Hostel" (sinónimo de albergue) é um tipo de acomodação que se caracteriza pelos preços convidativos e pela socialização dos hóspedes, onde cada um pode arrendar uma cama ou beliche, num dormitório partilhado, com casa de banho partilhada, lavandaria e por vezes cozinha
Também se deve recordar que desde há muito que este prédio tem sido falado, na ideia de ser destinado para vários projetos que afinal não têm passado de ideias, inclusive, nesse sentido a própria Junta foi evitando colocá-lo ao serviço da comunidade, mas certo é que até agora continua sem qualquer actividade, por isso, no ano passado com a notícia de poder ser um "Hostel" renasceu a esperança de voltar a ter vida um imóvel de história que faz parte da vida de muitos loriguenses.

Vindo-se a concretizar tudo isto aqui exposto, seria para Loriga este ano de 2017, como que uma luz num novo horizonte de esperança, que todos nós gostaríamos de ver, por isso, teremos todos nós loriguenses por direito ter o anseio de ver esta perspectiva como que uma realidade no presente e num futuro.


Sexta-feira 6.1 2017 (às08h00) TMG)

Hoje Dia dos Reis

O Dia de Reis, segundo a tradição cristã, é aquele em que Jesus Cristo recém-nascido recebe a visita de "alguns magos do oriente" que segundo o hagiologia , foram três Reis Magos, que ocorrera no dia 6 de janeiro. A noite do dia 5 de janeiro e madrugada do dia 6 é conhecida como "Noite de Reis".
A data marca, para os católicos, o dia para a veneração aos Reis Magos, que a tradição surgida no século VIII converteu nos santos Melchior, Gaspar e Baltazar.

Nesta data, encerram-se para os católicos os festejos natalícios, por conseguinte são retirados todos os enfeites natalícios, mas tempos houve em Loriga que este dia era ainda celebrado com certa perseverança, em que bem notórios a certa nostalgia que parecia existir, quando eram eram desarmados os presépios, na verdade, o símbolo mais predominante do Natal na nossa terra, que nada já tem a ver com os dias de hoje.


Terça-feira 3.1 2017 (às07h00) TMG)

Mês de Janeiro
- Mês dos Peditórios em Loriga -

Por tradição o mês de Janeiro em Loriga, é dedicado aos peditórios que normalmente são efectuados aos fins-de-semana, peditórios esses a reverter para organismos, instituições, Igreja, Santos e festas religiosas.
Também por tradição o primeiro peditório, logo no primeiro dia do ano, é efetuado pela Banda de Loriga, saudando assim a população loriguense com votos de Um Bom Ano, condizendo também com o inicio do Calendário das atuações e deslocações.
Todos estes peditórios são assim prática comum, que de certa forma é uma mais-valia para levar a cabo certos objectivos em vista, tal como festas, melhoramentos e aquisições diversas.
Dos peditórios mais relevantes que continua mesmo assim a ter uma certa particularidade e uma certa tradição, é aquele dedicado a São Sebastião, com o "Cambeiro" a percorrer as ruas da vila, com a população a colocar nele alguns géneros comestíveis, para serem leiloados.

(Ler mais sobre os Peditórios de Janeiro....................)


Segunda-feira 2.1 2017 (às18h00) TMG

Loriguense em destaque
Adriana Luísa Moura Pina Pires

Notícia que nos chega nos dá conta da entrada para a Administração da Caixa de Crédito Agricola Mútuo da Serra da Estrela, da conhecida loriguense Dra. Adriana Luísa Moura Pina Pires, que me prezo aqui destacar, o que é sempre de realçar e destacar a nossa gente de Loriga.

Recordo que esta nossa conterrânea Adriana Luísa M. P. Pires, é filha do também conhecido e nosso amigo loriguense Mário Amaro.