Arquivo de Noticias - Novembro de 2016


Terça-feira 29.11 2016 (às13h00) TMG)

Documento histórico
- Sobre uma Grande figura de Loriga -

O bem conhecido e prezado amigo loriguense Pedro Amaro, acaba de divulgar no seu mural do Facebook, um importante documento que encontrou, relacionado a uma entrevista que o "Jornal da Europa" fez em 2 de Junho de 1924, ao grande industrial Augusto Luís Mendes, uma das maiores Figuras de Loriga.
Importante documento histórico que me prezo aqui registar na íntegra, nesta minha página, devendo já agora recordar que o grande industrial Augusto Luís Mendes, natural de Loriga onde nasceu no dia 23 de Janeiro de 1851, era filho de Manuel Mendes Aparício Freire e de Maria Teresa Luís Brito. Faleceu em 25.11.1925, tendo feito ainda recentemente 91 anos da sua morte, como curiosidade esta entrevista aqui registada ocorreu um ano e pouco antes da sua morte, tinha então 74 anos de idade.

Augusto Luiz Mendes- A entrevista.
Em 2 de Junho de 1924 o maior industrial de Loriga deu uma entrevista ao
"Jornal da Europa" e da qual a transcrevo na integra, acompanhada com uma fotografia também ela publicada!

" Loriga, Centro Industrial importantíssimo.
Como tem progredido a Fábrica da Redondinha, uma das melhores do país, - O que deseja a notável região industrial para o desenvolvimento progressivo.
Nesta faina desinteressada o que de bom existe em Portugal, galgamos a Serra da Estrela até Loriga (741 m de altitude).
Dois milhares e meio de habitantes conta a laboriosa terra, não deixa de ser porém um admirável centro industrial, em intenso período de desenvolvimento, como demonstra a sua actividade incessante.
O nosso guia, homem que conhece bem a região, aponta-nos a Fábrica da Redondinha, que se destaca onipotente do grupo de casas modestas da freguesia.
Não nos foi embargada a entrada: e o acolhimento logo dispensado animou-nos a observar meticulosamente as instalações e os mecanismos, a sua produção e o seu comércio.
É um dos proprietários da fábrica que nos vai elucidando, no pressentimento admirável das nossas perguntas e dos nossos olhares.
- Giramos sobre a Firma Augusto Luís Mendes & Cª. Fabricamos por processos aperfeiçoados todo o género de lanifícios, havendo padrões nossos que se tornaram afamados.
- Só lanifícios?
- Não, não…. Fabricamos também saragoças, boreis, baias…
- Pelo processo manual?
- Não, queremos de forma alguma o processo manual. E, como vê, toda a nossa produção é feita por numerosos maquinistas. No nosso estabelecimento triunfou completamente a mecânica.
- De onde proveem as máquinas?
- Das melhores casas da Alemanha, da Bélgica e da Inglaterra.
Fomos atravessando as várias instalações, despertando a curiosidade logo oprimida, a multidão de operários que se move febrilmente na faina produtiva.
- Como se fundou o estabelecimento? - inquirimos, presos pela curiosidade.
- Há dez anos- respondeu-nos o audacioso industrial- Foi Augusto Luís Mendes o fundador da nossa fábrica, que felizmente nunca deixou de prosperar.
- Graças à iniciativa e persistência dos seus proprietários.
- Tem razão. Teem sido enormes as dificuldades a vencer, mas não nos teem faltado as qualidades para esta luta.
- Teem mais fábricas?
- Eu explico já. Temos fábricas e escritórios em Seia, Loriga, Redondinha.
- Muito pessoal deve ocupar a laboração…
- Muita gente com efeito. Cem operários em todas as nossas secções…
- Deve ser muito intensa a produção…
- Efetivamente.
- Os mercados…
- Todo o paíz consome dos nossos artigos, que podem rivalizar em perfeição, preço e outras vantagens com os melhores e mais afamados artigos.
Chegámos ao escritório. E todos nós repousamos agora, recostados, indolentemente, dominados pelo cansaço das horas felizes. Os havanos apertados nervosamente nos nossos lábios ardem com lentidão, brilhando a espaços de penumbra do confortável gabinete.
- Desde que montamos a nossa fábrica - vai recordando o nosso amigo e "cicerone" - temos estudado constantemente o seu funcionamento procurando seguir, dentro dos poucos elementos que a região possui, os progresso da industria.
- Excelente orientação…
- E sobretudo muita prática. A fábrica tem beneficiado bastante com os melhoramentos periodicamente introduzidos.
O enérgico industrial medita longamente, evitando perturbá-lo.
É ele que rompo o silencio feito:
Se nos poderes públicos atendessem de pronto ás necessidades da região, maior desenvolvimento teria a nossa industria que é, ninguém dúvida das que maior rendimento dá à nação.
- De que precisa a região? Inquirimos.
Somos levados até à janela e, através das vidraças cerradas, vamos seguindo as considerações do nosso amigo.
- Olhe, é urgente e absolutamente necessário, para uma maior facilidade de acessos e comunicações, que a estrada seja concluída com rapidez. Essa estrada liga-nos de Loriga a Seia, numa distancia de 20 Kilómetros, rigorosamente exatos. Na estrada que fosse de Seia à Covilhã, a nossa pequenita terra, Loriga, seria um notável ponto de passagem devido à sua situação geográfica e industrial.
- E, na verdade, uma aspiração justa que tem de ser atendida - observámos, rematando esta interessante entrevista."

Foto 1924 - Escritório da Fábrica da Redondinha,


Sexta-feira 25.11 2016 (às07h30) TMG)

Faleceu
António Alves de Brito

Faleceu ontem no Hospital de Seia, António Alves de Brito, de 82 anos de idade (27.10.1934) conhecido no meio loriguense por António "Cardeira".

O funeral vai ser realizado hoje em Loriga, onde será sepultado no cemitério local

À família de luto os mais sentidos pêsames


Quarta-feira 23.11 2016 (às08h00) TMG)

ANALOR
Festa do Natal 2016

Com a aproximação a passos largos das festividades do Natal, a ANALOR (Associação dos Naturais e Amigos de Loriga) sediada em Sacavém, está já a programar o tradicional Almoço Convívio da Festa do Natal, para os Associados e amigos de Loriga, que vai ser realizado no dia 18 de Dezembro (domingo) com as inscrições já a abertas para o efeito.

Por norma este convívio realizado anualmente, tem como dado adquirido a muita afluência dos loriguenses, ao mesmo tempo que é uma manifestação de confraternização, num espírito bem natalício.
Aqui me prezo a registar o Cartaz já divulgado, com as inscrições a poderem já ser efetuadas na Sede da ANALOR em Sacavém.


Terça-feira 22.11 2016 (às11h00) TMG)

Loriguenses pelo mundo
- O viver em Comunidade -

Loriguenses onde quer que se encontram fora da sua terra, vivendo no nosso país ou pelo mundo, tem por hábito viver e participar em comunidade, um apanágio que faz parte de uma maneira de ser própria da gente da nossa terra, que nos prezamos aqui dar notícias de um local no mundo, onde alguns loriguenses estão sediados e de certa forma ligados a uma das mais antigas associações portuguesas na Alemanha.

Clube Português de Wahlstedt
- Festa do 37º. Aniversário -

É já no próximo sábado o ponto alto das celebrações do 37º. Aniversário do Clube Português de Wahlstedt, grandiosa festa que terá o seu início a partir das 12H30 horas, quando da abertura das instalações do clube, onde se vai realizar a festividade, que se prolongará por toda a tarde e parte da noite.
Como é tradição desde à 37 Anos, a festa do Aniversário do Clube, é toda ela dedicada aos Associados e suas famílias, sempre festejada num clima de convívio, fraternização, alegria e amizade.
Este ano vão estar entre nós convidados ilustres, que nos vão honrar com as suas presenças, que destacamos -
Dt ª.Luísa Pais Lowe, Cônsul- Geral de Portugal em Hamburgo - Matthias-Christian Bonse, Bürgermeister Wahlstedt (Presidente da Câmara local) - Hans Teutsch Werksleiter da Ardagh Glass GmbH em Wahlstedt (Direcctor da firma Ardagh Glass GmbH em Wahlstedt).

Foto 2014 - Senhora Cônsul do Consulado Geral de Portugal em Hamburgo, Dtª. Luísa Pais Lowe - Adelino Pina e D. Maria José Kock, Técnica Superior do Consulado



Programa / Program

- 12,30 Horas / Uhr - Abertura das Instalações do Clube / Öffnung unserer Räumlichkeiten
(Uma bebida de Aperitivo - Sektempfang)
- 14,00 Horas / Uhr - Almoço / Mittagessen
(café - bolos - bebidas / Kaffee - Kuchen - Getränke)
Conjunto Musical de Hamburgo
- Segue-se momentos de Música, dança, convívio e boa disposição / danach folgen Musik,Tanzen, Unterhaltung und gute Laune
- 18,45 Horas / Uhr - Abertura da Mesa de "Comida Fria" / Kaltbuffett-Eröffnung
Conjunto Musical de Hamburgo
Continuação da Música, dança, convívio e boa disposição / Weiter danach folgen Musik, Tanzen, Unterhaltung und gute Laune


Sábado 19.11 2016 (às17h00) TMG)

Jornal "Garganta de Loriga"
- Uma edição importante e bem oportuna -

O último número do jornal "Garganta de Loriga" brinda-nos com uma edição especial, muito importante e bem oportuna, quase toda ela dedicada à Fundação Cardoso de Moura, que com o título "Renovação e dinamismo no limiar do cinquentenário de um acto de amor a Loriga" leva ao conhecimento de todos os loriguenses e não só, com uma total transmissão de transparência, a verdadeira dimensão como é hoje esta sublime instituição loriguense.

Na verdade o trabalho colossal que tem sido feito pela Administração atual está mais que certo que o futuro é prometedor, ao mesmo tempo dizer-se que Loriga e os loriguenses vão ser engrandecidos com a Fundação Cardoso de Moura, pois estão criadas as condições mais que necessárias para que assim seja.
Sendo um jornal um meio que chega a todos, algumas dúvidas que parecia ainda existir em muitos, com este Nr. 120 do jornal
"Garganta de Loriga" quase todo dedicado à realidade e da existência da Fundação Cardoso de Moura, também está na hora de todos os loriguenses colaborarem em prol desta instituição, porque de certa forma pertence a Loriga, é da comunidade e a comunidade tem por dever também de colaborar.

António Cardoso de Moura

Realço este úmero do jornal "Garganta de Loriga" muito bem propício e oportuno, que compete louvar como ideia genial, endereçando os meus parabéns à Redacção do nosso Jornal e Administração ANALOR (Associação dos Naturais e Amigos de Loriga).


Sexta-feira 18.11 2016 (às11h00) TMG)

À descoberta de Loriga
- Como " Suíça Portuguesa -

A consagrada página https://www.feelingportugal.com/ acaba de lançar Loriga para a descoberta como "Suíça Portuguesa" que vai ser uma via mais de divulgação para a nossa terra, que me honrou muito, tendo em conta de algum tempo atrás os administradores deste Site, terem-me comunicado essa intenção solicitando-me autorização de utilizarem a abertura da minha página, www.loriga.de para o artigo sobre Loriga, que segundo me disseram, "lhes reflectiu a paixão sentida e que se encaixava na perfeição no espírito daquele conceituado portal".


Assim através do
https://www.feelingportugal.com/ vai assim Loriga ser mais divulgada o que é sempre importante e por isso enaltecer e agradecer a este site, uma página mais que estou certo vai dar ainda mais a conhecer a nossa terra.


Quarta-feira 16.11 2016 (às14h00) TMG)

Os Túneis
- Na Torre da Serra da Estrela -

Notícias difundidas nos dão conta da abertura ao público dos túneis situados na Torre da Serra da Estrela, desconhecidos para grande parte da população, mas que na realidade existem naquele local, construídos para ligar todos os imóveis, capela e radares, sem a necessidade de o fazer pelo exterior, nomeadamente no inverno com as grandes camadas de neve e gelo.
Recordo que a Torre durante anos pertenceu à Força Aérea, com um destacamento permanente ali sediado, pertencente à Esquadra 13, do Grupo de Detecção Alerta e Conduta de Intercepção, situado em São Romão. Em 1972, precisamente há 44 anos, tive o privilégio de percorrer toda a extensão dos Túneis na Torre, que nunca imaginava que ali existissem, nessa altura já não estava ao serviço da Força Aérea, bem como, a unidade em São Romão já tinha sido encerrada.
Visitar os Túneis nessa época, ainda num bom estado de conservação, como que ainda estivessem em notória actividade, foi de certa forma secretamente e só possível levar a cabo por três pessoas influentes na nossa terra, que já não estão entre nós, que tive esse grande privilégio de os acompanhar, que ficou para mim na recordação.
Pois saúda-se o facto de agora ser aberto ao público e assim poder ser visto, ao mesmo tempo que podemos recordar um lugar que teve a sua história, que de certa maneira era do desconhecimento das populações da região e porventura da maioria dos portugueses.


Terça-feira 15.11 2016 (às08h00) TMG)

Efeméride
- 104º. Da electricidade em Loriga - 15.Novembro.1912 -

Nos anos da primeira década de 1900, foi fundada a Empresa Hidroeléctrica da Serra da Estrela, tendo sido inaugurada em 2 de Janeiro de 1910, a primeira central que foi sediada na Senhora de Desterro.
Em Abril de 1911, precisamente no domingo de ramos, visitou Loriga o Sr.António Marques da Silva da Empresa Hidroeléctrica para dar início à negociação com os industriais, às normas do contracto, com vista ao fornecimento da energia a esta povoação. As negociações rapidamente ficaram concluídas, fazendo também parte do acordo, a colocação de 30 candeeiros de iluminação nas ruas, para o qual seria entregue a importância de três contos de reis (3.000$00). O estudo do terreno e os locais para a colocação dos postos que deviam conduzir as linhas da energia desde a ermida da Senhora do Desterro até Loriga, era da autoria da Empresa.

Foi então efectuada uma subscrição pública pela população local para arranjar a respectiva quantia, que com contributos de 5$00; 10$00; 15$00; 20$00; 30$00; 50$00; 100$00; 300$00 e 510$00, rapidamente foi possível reunir a importância necessária.

Com a data de 11 de Agosto de 1911, é efectuada a escritura do compromisso para fornecimento da Luz eléctrica à povoação de Loriga. Para o efeito deslocou-se a Loriga o notário público Jajme Pedrosa, para efectuar a respectiva escritura de compromisso.

Finalmente em
15 de Novembro de 1912, foi inaugurada a electricidade em Loriga, um facto que contribuiu para o progresso da vila e bem-estar da população. Essa data ficou registada na história de Loriga, sublinhada pelo facto de ser umas das primeiras localidades da região a possuir a luz eléctrica. 

Ano 1910 - Lista da Subscrição para a instalação da Luz Eléctrica:

"António Luiz Mendes & Filho; António Cabral; José Mendonça Cabral & Irmão; José Pinto das Neves Júnior; Leitão & Irmãos; Amália Nunes de Pina; Padre António Mendes Lages: António Luiz de Brito Ignacio; José de Moura Pina; José de Pina Pires; José de Pina Pires Júnior; Guilhermina Reis; José Mendes Luiz d´Abreu; José Luiz Duarte Pina; António Alves Anno Bom; Augusto César Mendes Lages; José de Gouveia Cabral; Joaquim Nunes Luiz; António de Moura Romano; António João da Costa & Família; Carlos Sinões Pereira & Família; Manuel Mendes Luiz d´Abreu; José de Brito Guimarães; Dr. Amorim da Fonseca; Professor Pedro d´Almeida; Maria do Carmo Moura; Mateus de Moura Galvão; João Mendes Veloso; António Aparício Martins; José Fernandes Carreira; José Gomes Luiz de Pina; Emygdio Manuelito; Manuel dos Santos Silva; Augusto Moura Galvão; José Fernandes Videira; António Pinto de Moura; Emygdio Cardoso de Moura; Felizmina Simões; José Diogo Ferreira; Joaquim Luiz de Pina; António de Pina Monteiro; José Dias Aparicio; Manuel de Moura Pina; António Nunes Luiz; Emygdio Antunes de Moura; Manuel de Moura Barreiros; José Lopes Cardos dos Santos; Joaquim Machado Aparício; Manuel Fernandes Cassamelino; José Gomes Lopes; Emygdio Fernandes Cazelho; José Luiz de Moura Pina; José dos Santos Moura". Consta ainda desta Lista vários anónimos


Sábado 12.11 2016 (às12h00) TMG)

Tradição em Loriga
"Noite dos Chocalhos"

Celebrou-se em Loriga a "Noite dos Chocalhos", uma tradição secular que ocorre na noite do dia 10 para o dia 11 de Novembro, dia dedicado a São Martinho. Apesar de ainda hoje se festejar, graças à carolice de alguns, já pouco tem haver como em tempos passados, que na realidade era festejado com grande intensidade e de forma diferente, por norma celebrado só pelos pastores.

Foto ano 1915

Nessas épocas já distantes, eram esses muitos pastores, que tinham os seus rebanhos a pastar pela serra, que no Dia de São Martinho, desciam ao povoado e se juntavam carregados de chocalhos e campainhas com as respectivas coleiras, que enfiavam nos braços e nas pernas e, em marcha acelerada davam voltas às ruas até altas horas da noite, provocando um barulho ensurdecedor que se ouvia por todo o lado e que, segundo relatos antigos, até se ouvia na Portela do Arão. Por isso mesmo, nessa noite, as pessoas pouco ou nada dormiam.
Este velho costume dos pastores, que se pensa vir de tempos remotos, que segundo se sabe também, destinava-se a festejar o facto de, os pastores estarem nas montanhas a maior parte do ano junto aos seus rebanhos, assim nessa data davam largas ao seu contentamento, aproveitando também para a prova novo vinho.
À medida que a actividade pastorícia foi diminuindo, com o desaparecimento dos rebanhos e consequentemente dos pastores, esta tradição hoje em dia já não é o que era, no entanto, continua a existir em alguns, aquela boa vontade e ousadia, no sentido de conservar esta velha tradição loriguense, o que é de louvar.


Quinta-feira 10.11 2016 (às17h00) TMG)

ANALOR
"Magusto Beirão"

Estamos na altura dos Magustos, em que a castanha é a principal protagonista, juntamente com o vinho novo, jeropiga e a Água-pé, um pouco por todo o lado celebra-se o São Martinho, um pouco por todo o lado fazem-se então os Magustos, ainda muito implantado na cultura e na tradição popular.

Também a ANALOR (Associação dos Naturais e Amigos de Loriga) mais uma vez vai fazer o seu
"Magusto Beirão" que vai ocorrer no próximo domingo dia 13 de Novembro, que vai assim reunir mais uma vez, os loriguenses e amigos de Loriga, num ambiente de festa, convívio, música e divertimento.


Quarta-feira 9.11 2016 (às19h00) TMG)

Como o mundo está complicado
- Duas datas que se não conjugam -

Donald Trump, é o novo presidente dos Estados Unidos, data 9.11.2016, ganhou estas eleições com uma política populista, que entre outras, espelha aquela endereçada para a não livre circulação de pessoas, que segundo alguns entendidos, as suas ideias racistas leva hoje a que muitos chefes de estado por todo o mundo estejam preocupados.



Por sua vez esta data efeméride de 9.11.2016, é uma data história, fazendo hoje precisamente 27 anos, que após uma onda revolucionária de libertação ao comando de Moscovo, que varreu o Bloco de Leste, o governo da Alemanha Oriental anunciou a
9.11.1989, que todos os cidadãos da RDA poderiam visitar a Alemanha Ocidental Capitalista e Berlim Ocidental. Multidões de alemães orientais subiram e atravessaram o Muro, juntando-se aos alemães ocidentais do outro lado, em uma atmosfera de celebração, que ficou para a história como a "Queda do Muro de Berlim".


Segunda-feira 7.11 2016 (às07h55) TMG)

ANALOR
- "Chocalhadas" em Sacavém -

A ANALOR (Associação dos Naturais e Amigos de Loriga) vai levar a efeito no próximo sábado pelas ruas de Sacavém, a partir da 18h00, as "Chocalhadas" uma tradição dos pastores loriguenses, que mais uma vez a gente de Loriga vai assim reviver e ao esmo tempo divulgar, uma das mais antigas tradições existentes na nossa terra.


Sexta-feira 4.11 2016 (às14h45) TMG)

Faleceu
Laura Dias Lucas

Faleceu ontem dia 4 de Novembro, Laura Dias Lucas, de 86 anos de idade. (24.9.1930)

O Funeral é realizado hoje em Loriga, onde será sepultada no cemitério local

À família de luto os mais sentidos pêsames


Sexta-feira 4.11 2016 (às23h45) TMG)

Faleceu
António Mendes Figueiredo

Faleceu ontem dia 3 de Novembro em Sacavém, António Mendes Figueiredo, de 74 anos de idade. (1.11.1942)

Recorde-se que este nosso conterrâneo estava sediado em Sacavém há longos anos, onde vai ser realizado o seu funeral.

À família de luto os mais sentidos pêsames


Quinta-feira 3.11 2016 (às08h30) TMG)

Notícias da Comunidade Loriguense no Luxemburgo
"Festa de São Martinho"

Vai ser realizada no próximo dia 19 de Novembro (sábado), pela comunidade loriguense sediada no Luxemburgo, mais uma festa de amizade e confraternização, com a realização da "Festa de São Martinho", uma organização a cargo da Association les Amis dos Loriguenses, evento este a ter desta vez o objetivo, de ser endereçado para a ajuda de solidariedade para com a Fondation Recherche Cancer tet Sang.

Resta acrescentar que esta festa de São Martinho tem inicio a partir da 19h30 na Sala Verainshaus-57, rue Batty Weber, Rumelange


Quarta-feira 2.11 2016 (às08h00) TMG)

Irmandade do Santíssimo Sacramento e das Almas de Loriga
- Evocação ao Mês das Almas -

Este mês de Novembro é o "Mês das Almas", um período do ano que se estende por todo mês nas mais manifestações de pesar pelos entes queridos que já partiram desta vida dos vivos.
No próximo sábado dia 5 de Novembro é também a vez da Irmandade do Santíssimo Sacramento e das Almas de Loriga, que no seu lema se junta aos loriguenses nas alegria, nas tristezas e na saudade, vão evocar as Almas na missa solene de Acção de Graças ao Santíssimo Sacramento a realizar pelas 18h30, com a colaboração da Banda de Loriga.


Terça-feira 1.11 2016 (às07h30) TMG)

Novembro
- O Mês das Almas -

Começa hoje o mês da Almas, que começa praticamente com o culto aos defuntos, um ritual cristã vindo dos tempos mais remotos, onde será difícil de encontrar um lugarejo onde esta tradição não esteja arreigada até à medula, nos hábitos das famílias e das paróquias.
A Igreja tem esta duradoura tradição que começa logo no dia 1 de Novembro,
"Dia dos Finados", no entanto, o chamado "Dia das Almas" é em 2 de Novembro, e segue pelo mês todo, onde são lembradas as Almas do Purgatório. Este é um tempo especial durante o ano em que mais se rezam as Santas Missas pelas Almas, lembrando-se sempre delas nas orações pessoais, devoções e sacrifícios.
Em Loriga o mês de Novembro dedicado às Almas é muito recordado, sendo mesmo especial nas orações para com os defuntos. Foi desde sempre um mês de muito respeito pelos mortos, existiu e parece ainda existir uma crença muito forte nalgumas pessoas em visitar o cemitério nos primeiros nove dias do mês, ou então mesmo o fazendo durante todo o mês de Novembro.
No dia 2 de Novembro, é o verdadeiro dia dedicado aos fiéis Defuntos, sendo racionalmente realizada a missa por todas as Almas.