Arquivo de Noticias - Outubro de 2016


Segunda-feira 31.10 2016 (às08h00) TMG)

1 de Novembro
- "Dia de Todos os Santos" -

Celebra-se amanhã o "Dia de Todos os Santos" é um culto muito antigo, aliás, parece ter estado sempre presente em quase todas as religiões, principalmente nas mais antigas. Na prática, na Igreja Católica o "Dia de Todos os Santos" surgiu como um vínculo suplementar entre vivos e mortos, destinado a todos.
Tal como acontece por todo o lado, Loriga não foge à regra, o
"Dia de Todos os Santos" é também popularmente conhecido por "Dia dos Finados" só, que por norma o chamado "Dia de Finados" pertence ser celebrado no dia 2 de Novembro. De certa forma em Loriga, tanto o dia 31 de Outubro, como os dias 1 e 2 de Novembro, são celebrados com muito respeito e também com muita dedicação aos entes queridos, que partiram já desta vida dos vivos, uma data que representa ao mesmo tempo um envolvimento de muitas recordações, de muitas tristezas e de muitas saudades.
Todos os pensamentos se endereçam para o cemitério, as sepulturas são
"melhores arranjadas" ornamentadas com flores, velas, lampiões, lamparinas, num cenário de verdadeira pesar, com as pessoas junto das campas dos seus familiares, recolhidas numa verdadeira manifestação de saudade, respeito e sentida dor.
Nesta altura do ano, tradicionalmente deslocam-se a Loriga muitas pessoas que estão longe, para assim também desta forma e junto das campas dos seus ente queridos, se unirem no espírito de saudade e recordação.

Foto Joao Lopes


Sexta-feira 28.10 2016 (às08h00) TMG)

Mudança de hora 2015
- Horário de inverno -

É já na noite do próximo domingo, dia 30 de Outubro, que muda a hora para o chamado horário de inverno, que se prolongará até ao dia 26 de Março de 2017. Assim na madrugado do próximo domingo quando forem 02H00 em Portugal (03H00 Alemanha) os relógios devem ser atrasados 60 minutos, entrando assim oficialmente a vigorar a horário de inverno.


Quinta-feira 27.10 2016 (às09h00) TMG)

Um imbróglio da vergonha
- Da Junta de Freguesia e do Município de Seia -

Venho hoje falar de mais uma imbróglio na nossa terra, que já era para o ter feito já algum tempo, aliás, era mesmo para o ter feito enquanto estive por Loriga, mas por uma certa razão só agora aqui o estou a fazer, mesmo considerando que de certa forma eu próprio estou envolvido e que posso por isso e tenho por direito de falar.

A construção das casas geminadas, Avenida Augusto Luís Mendes e Avenida Padre Prata, é hoje sem dúvida um dos mais problemáticos imbróglios em Loriga, assim como, é também sem dúvida o espelho da vergonha dos executivos da Junta de Freguesia, chefiado por José Manuel Pinto e António Maurício e dos executivos do Município chefiados por Eduardo Brito e Filipe Camelo, que passados já tantos anos é deveras gritante a falta de vontade política para a resolução da legalização daqueles imóveis, ou já estarão à espera de novas eleições para ser tema de campanha como já chegou a ser.
Se podem dizer que a culpa foi dos proprietários desses imóveis em terem feito alteração ao projeto, concordo plenamente e contra mim falo na minha qualidade de um desses proprietários, mas também se deve dizer que de certa forma foram esses mesmos proprietários, eu incluído, iludidos com o engano com aquele velho sistema português,
"que não iria haver problema no aproveitamento de espaços e com a promessa que depois era solicitado a alteração do projeto".

Neste prisma também se pode colocar a pergunta no ar, o que levou a Câmara de Seia, tal como lhe competia, não embargar as construções sabendo que se estava a fugir ao projeto. Sei também e me chegaram a falar nisso, que muitas vezes os fiscais por ali andaram e viram as alterações que estavam a ser feitas naquelas obras, mas também e supostamente se falava que havia um certo compadrio, que possivelmente os levava a fazer de conta que nada viam.
Sendo este empreendimento construído já neste século considerados tempos modernos, a pergunta ficará para sempre no ar, porque deixaram continuar a construir assim, não procedendo ao imediato embargo das alterações que estavam a ser feitas, chamando assim e logo desde o inicio há responsabilidades os proprietários dos imóveis, deixando construir para depois e a após tudo construído vir então a Câmara de Seia em 2003, a elaborar um Processo de Contra-Ordenação contra os proprietários, que se foi arrastando no tempo, para depois em 2011, ser tomada a decisão do arquivamento do processo por ter prescrito ao fim de cinco anos.
Assim, hoje a situação das casas geminadas da Avenida Augusto Luís Mendes e Avenida Padre Prata, é um verdadeiro imbróglio dos vários em Loriga, está mesmo dentro daquele ditado português
"quem nasce torto, tarde ou nunca se endireita" que logo do princípio nasceu torto, é uma verdade, foi-se construindo ao belo prazer, os espaços verdes (tirando duas casas que são excepções) todas as outras deixarem de contar com isso, dando lugar a terraços sem estética, bem como, medidas não compridas etc. etc. (fotos 3 e 4). Como disse eu contra mim estou a falar.

Como também está ainda na memória de todos, quando da queda do muro da Avenida no local das construções ocorrido em 2014, (fotos 6,7 e 8) que imenso transtorno fez com o acesso ao hoje centro da vila, aquele algum tempo que levou para ser edificado e que depois de concluído não foi bem pensado, perdendo-se a oportunidade do levantamento do nível da Avenida, aquele lamaceiro que ali esteve durante algum tempo que envergonhava a entrada a Loriga, mas que ainda bem se aproximou a Festa da Nossa Senhora da Guia, para com tudo feito à pressa fosse efetuada um ténue alcatroamento da Avenida, para que a vergonha não fosse maior, perante os visitantes que estavam a chegar à nossa terra.
Cansei-me a perguntar ao executivo local, para quando a resolução da legalização das casas e para quando a requalificação da Avenida Augusto Luís Mendes (fotos 1, 2 e 3) e a construção do respetivo passeio das moradias, para poderem estas habitações estarem verdadeiramente funcionais, pergunta que caia sempre em vão, muitas vezes tinha como imediata resposta
"que estava para breve" e por vezes me chegaram a dizer "estava mesmo para muito breve", enganos atrás de enganos que como se vê contínua tudo na mesma, passei a fazer como todos os outros deixei de falar mais nisso.
Uma coisa parece ser certa, este empreendimento das casas geminadas da Avenida Augusto Luís Mendes e Avenida Padre Prata, passou a fazer parte do vocabulário das mentiras da nossa Junta e da nosso Município, mentiram ao seu belo prazer, agora podem dizer o que quiserem, mas a certeza essa sim e que hoje ali está bem presente, é essa enorme falta de vontade politica para a resolução deste problema, porque acontecendo o que aconteceu e se ter errado como se errou, hoje não pode o município chegar ali e derrubar tudo, partindo desse principio que a regularização deve e terá que ser efetuada, que assim não sendo continua ali esse espelho de vergonha.
Perante a situação do arquivamento dos Processos de Contra-Ordenação e tendo-se já na altura anuência habitacional, é caso para perguntar o que levou a nossa Câmara a não fazer a legalização destas moradias, continuando hoje a termos bem presente a realidade da muita falta de vontade política para a resolução deste imbróglio em Loriga, que seria até benéfica para Município, pois o IMI do imóvel ao não entrar nos cofres da Câmara torna-se por isso uma perda bem significativa, recordando que atualmente o único imposto que os proprietários estão a pagar é na ordem dos 20 e poucos euros, relacionado à contribuição do terreno.
Um dia cheguei mesmo a dizer a um responsável autárquico, o facto de não sendo regularizada a situação, a Câmara não recebendo o que tinha direito (na altura pelas minhas contas) para cima do 5.000€ anuais do IMI, tive como resposta imediata do dito responsável "que isso era uma gota no Atlântico, nem aquecia e nem arrefecia", foi de pasmar ao ouvir tal resposta, sabendo-se que a Câmara de Seia está empenhada até não mais poder, com essa quantia anual do IMI não cobrada nos faz ver uma Câmara de Seia pobre, mas para quem tem o poder e fazer o que quer, me deixa a pensar ser rica.
Perante este espelho da vergonha dos executivos locais e Municipais neste últimos 15 anos, temos por direito perguntar aos atuais executivos
"quando é que metem a mão na consciência e fazem os esforços para a resolução do problema, façam alguma coisa de bom, reúnem a coragem necessária juntamente com os proprietários, para ser resolvido de uma vez para sempre este problemático imbróglio em Loriga, que como digo é a vergonha dos vossos executivos, pois seria importante para Loriga, para a Câmara, para os moradores e acima de tudo para remendar erros cometidos por todos, mas que a maior quota-parte da culpa pertence à Junta local e à Câmara Municipal de Seia".
Estou mais que certo que este problemático imbróglio relacionado à Avenida Augusto Luís Mendes e Avenida Padre Prata, vai servir para daqui a um ano fazer parte da campanha para a Eleições Autárquicas, tudo levando a crer que serão os mesmos que têm parte da culpa, a pregoar com aquele modo muito existente nos políticos palradores, que vão resolver esse problema, enfim serão mais promessas e promessas que passam depois a mentiras, tal como vamos estando habituados.
Estou a lembrar nestas minhas últimas palavras, naquilo que penso que me leva a dizer, que muito estranho é este nosso país, vejamos então, ainda faltava mais de um ano para Eleições Autárquicas e já se movimentavam partidos e pessoas oportunistas, para o assalto aos
"tachos" nas próximas Eleições Autárquicas a realizar só em Outubro de 2017.
Veja-se o caso dos grandes centros urbanos, veja-se o caso dos centros médios e também pequenos neste caso no que diz respeito à nossa região, como aquela notícia, algum tempo atrás divulgada pelos meios da comunicação social, que dava conta de movimentos para que Eduardo Brito volte à Câmara de Seia, veja-se o caso da movimentação de voltar à nossa Junta de Freguesia José Manuel Pinto.
A este respeito e em referência a estas duas figuras, na realidade como cidadãos estão no seu pleno direito de candidatarem-se, considerando até que algum trabalho de bom fizeram nos executivos que lideraram, no entanto, não vamos deixar de ter a memória curta e esquecer também o que de mau fizeram, do que prometeram e não cumpriram e de situações que deixaram para trás e ainda não resolvidas, como é este o caso que aqui trago e de outros que na altura própria e oportunamente nestes meios sociais poderei e hei-de voltar a falar.
Das pessoas que já estiveram no poder sabemos o que já fizeram e, o que não fizeram e do que desistiram de fazer, deixaram encalços para trás e não resolvidos, por isso, temos todos por dever estar atentos para os tempos que se adivinham, de certa forma e se for caso disso, temos o pleno direito de deixar de olhar para as cores dos partidos e olhar mais para pessoas que tragam mais confiança e que sejam mais credíveis, porque se assim não for volta-se sempre ao mesmo, pois a corrida desenfreada para a conquista dos
"poleiros" já começou, no nosso Portugal, na nossa região e na nossa adorada Loriga.

***


Quarta-feira 26.10 2016 (às09h20) TMG)

Recantos de Loriga
- Imagem do São Pedro -

Deambulando pela nossa Loriga, como sempre o faço quando estou por lá, vamos sempre vendo cenários belos que desperta atenção, como é este o caso, de alguém num espírito imaginativo embeleza um local, mesmo até que não seja para despertar a curiosidade de todos, mas que ao mesmo tempo temos o dever de louvar.
No Bairro das Penedas, vamos encontrar este belo e singelo monumento, em honra do São Pedro, num cenário simples familiar e acolhedor, que nos dá a sensação de ali estar bem evidente uma certa fé e devoção, ao mesmo tempo que dá um complemento à paisagem já por si bela.
Resta acrescentar que esta foto foi tirada por mim no passado mês de Setembro, mais um recanto em Loriga que achei interessante e aqui nesta minha página me prezo a realçar.


Segunda-feira 24.10 2016 (às09h00) TMG)

Confraria da Broa e do Bolo Negro de Loriga
- Um dia a registar -

Tal como tinha sido amplamente anunciado realizou-se no passado sábado dia 22 de Outubro, nas instalações do Bombeiros Voluntários de Loriga, a sessão para apresentar a nova imagem desta instituição loriguense, em que teve como um dos pontos altos a apresentação do traje desta Confraria.

Tendo em conta de ter sido mais um dia histórico para esta instituição, notícias que nos chegam, no deu conta de pouca afluência da população em geral, que na verdade é de lamentar, ficando no entanto, para a história e para registo mais um dia que se traduziu num marco importante para esta instituição e para Loriga.

Foto para a história

http://www.confrariadeloriga.com/

https://www.facebook.com/confrariadabroaedobolonegrodelorigaoficial/


Domingo 23.10 2016 (às09h00) TMG)

Marcha de Rua
"Zé Lino"

José Nunes Dias, popularmente conhecido no meio loriguense por "Zé Lino" por altura do seu 71º. Aniversário, que ocorreu no passado dia 19 de Outubro, teve uma grande prenda de anos, ao lhe ser oferecido a "Marcha Zé Lino" uma marcha de rua para as Bandas Filarmónicas, uma oferta da sua família, esposa, filhos e netos, pela dedicação que tem tido durante quase toda a sua vida, à música e à Sociedade Recreativa e Musical Loriguense. Esta "Marcha Zé Lino" foi feita por um consagrado maestro Samuel Pascoal, que como se disse é uma marcha de rua muito bem concebida, que já tive a oportunidade de ouvir, que a partir de agora vai fazer parte do reportório das Bandas Filarmónicas.

Sempre que me encontro, como aconteceu ainda recentemente, com o José Nunes Dias, amigo desde os nossos tempos de criação, também ele fazendo parte daquele grupo bastião do nosso Bairro de S. Ginês, nas nossas conversas que temos, lá teremos que falar da sua qualidade de músico e falar da Banda de Loriga, o que é compreensível pois "Zé Lino" é hoje em dia uma das referências, da Banda da nossa terra.
"Marcha Zé Lino" é na verdade uma interessante e bela homenagem que lhe foi prestada pela sua família, no dia da passagem do seu 71º. Aniversário, que me prezo realçar aqui na minha Página, que estou certo que esta prenda da Marcha, será para o nosso amigo "Zé Lino" umas das suas maiores prendas que já tivesse recebido ao longo da sua vida.

"Recordo que José Nunes Dias, natural de Loriga, onde nasceu em 1945, filho de António Dias Moura e de Maria José Nunes Moura, aos 71 anos é atualmente em idade o mais velho elemento da Banda de Loriga, sendo hoje considerado como uma figura de referência e um exemplo para os mais os jovens.
Entrou para a Sociedade Recreativa e Musical de Loriga, com a idade de 14 anos, estreou-se na Banda da sua terra, na sexta-feira Santa em Março de 1959, um dos dias mais marcantes que recorda como que se fosse hoje e nutre ainda grande saudade por esse dia quando pela primeira vez juntamente com mais seis amigos de criação saíram pela primeira vez com a Banda pelas ruas de Loriga
Há 42 anos que faz parte da Banda da sua terra, que poderiam ser já 57 anos se não fosse os 15 anos de interregno que dela não fez parte, dez anos quando esteve emigrado na Alemanha de 1972 a 1982, depois quando do regresso ter desempenhado a sua vida laboral muito ocupada numa Padaria, que o impossibilitou de poder dar o seu contributo à Banda.
No entanto, deve-se registar que durante o período que esteve emigrado e quando de férias na sua terra, sempre que podia dava o contributo à Banda, tendo sido um infinito número de deslocações efetuadas nesse período. Recorda até o ano de 1973, quando da sua primeira vinda a Loriga para gozar as férias, a Banda de Loriga estava parada e atravessar um período mau, estando na sua terra o seu contributo foi muito importante para o recomeço da Banda, que muito gosta de recordar esse seu auxílio.

Hoje José Nunes Dias, popularmente conhecido no meio loriguense por "Zé Lino" é um dos clarinetes da Banda de Loriga, nestes últimos anos quase sempre nos tem confessado que vem ponderando na ideia de por termo à sua longa carreira de músico, diz-nos que os anos pesam e se sente cansado, no entanto, vai passando mais um ano e o continuamos a ver sempre muito certo e determinado, levando-nos a pensar que aquele bichinho musical que tem dentro dele e o amor pela Banda da sua terra, o fazem continuar e o vão demovendo de tomar a decisão.
São muitas as histórias que tem para contar o amigo "Zé Lino", que dava mesmo para fazer um livro, teve dias e momentos marcantes que o marcaram para toda a vida e que muito recorda, um deles foi quando a comemoração do Centenário da Banda Velha de Manteigas, festejos que decorreram nesta localidade serrana com a presença de quase todas as Bandas do distrito da Guarda, sendo de todas elas eleita a Banda de Loriga para cantar a Missa, que se tornou num êxito e que foi para todos os músicos um expoente máximo bem significativo.
Nos vai dizendo que ser músico principalmente na Banda de Loriga, é uma paixão enorme, que para além de levar a outras terras o nome da sua terra e da sua Filarmónica, visitar e conhecer outras localidades, outras culturas, outros usos e costumes, é na verdade algo difícil de explicar e é como que se sentir realizado em contribuir em prol de Loriga.
Houve festas que também muito o marcaram e que ficaram para sempre gravadas na sua memória, como o caso da festa de Vilar Maior no primeiro Domingo de Setembro de 1971. Celebrava-se a Festa do Divino Senhor dos Aflitos nessa acolhedora e pequena localidade. A banda de Loriga, executava marchas musicais pelas ruas ornamentadas, com a garotada atrás dela e a mordomia feminina de cestos de vindima recolhia porta a porta as oferendas para arrematação na quermesse. Era sempre assim, sempre assim fora. À porta da Misericórdia os fogueteiros aprontavam foguetes juntando cartuchos de pólvora a canas num ritual ordinário para os executantes mas que entretia alguns curiosos espectadores.
De um momento para outro cai uma cana dum foguete mal rebentado no ar e incendeia todo o monte dos que os fogueteiros armaram e que leva ao rebentamento da grande tulha de fogo que se encontrava na denominada Casa do Sino e assim a festa de Vilar Maior virou tragédia indescritível e na qual a Banda de Loriga escapou por milagre.
Outras festas que gosta de fazer, são as festas na raia de Espanha, que para o amigo "Zé Lino" são sempre especiais e que gosta sempre de recordar.
Sente um orgulho enorme de o seu filho Pedro Miguel ter endereçado por ser também músico da Banda, nomeadamente, tocando a seu lado na Banda da sua terra, o mesmo que nos diz ter seguido as suas pisadas. Quase também ia acontecendo com a sua filha Sofia, que esteve a quase para entrar na Banda de Loriga, só que nessa altura ainda não era permitido a entrada das raparigas, o que veio acontecer algum tempo depois.
Continua a dizer-nos que um dia tem de terminar de tocar, mas lá vai continuando, como sempre com o mesmo espirito de quando começou ali na Banda da sua terra, naquele longínquo Ano de 1959, que recorda o dia como se fosse hoje e nos confessa não estar arrependido, mesmo que também tenha passado por certas injustiças, que o levam a ter alguma mágoa". (ap)

Partitura Clarinete


Sábado 22.10 2016 (às09h30) TMG)

Um encontro assinalável
- O amigo "Tó Valério" -

Já há uns bons longos anos que não me encontrava com o António Santos Cardoso, o "Tó Valério" com assim o tratamos, atrevo-me mesmo a dizer já algumas décadas, que não nos via-mos, aconteceu este ano e ainda bem que a minha estadia por Loriga foi mais prolongada, para assim ser possível este encontro assinalável, que aqui quero registar.

Eu e amigo "Tó Valério" nascemos a poucos metros um do outro e no mesmo ano, éramos inseparáveis, crescemos juntos, andamos na mesma escola, corremos ruas, montes, vales e ribeiras, tudo que fosse em Loriga, fazíamos parte daquele grupo perseverante do nosso bairro de S. Ginês, na verdade naquela altura as crianças nesse nosso bairro mais pareciam um trupe firme e leal, que de certa forma tornava floreado aquele local, onde estavam uns estavam os outros mais, com as pessoas mais idosas a dizerem a referirem-se a uns e outros, "mas que pirralhada esta, nunca anda o pião sem a baraça".

Ao fim de muitos anos, foi na verdade fantástico rever o amigo Tó, foi um dia verdadeiramente notável que quero aqui registar através desta foto, que andava perdida no meu telemóvel, que depois daquele abraço fraterno tivemos tempo para recordar o tempo que já está para trás, mas que me deu a sensação que parecia que estava-mos ainda naquele tempo de meninos, pois o amigo "Tó Valério" parecia igual a ele próprio, aquela sua maneira firme de falar, aquela sempre boa disposição e o sorriso contagiante, me pareceu que estava igual.

A vida nos proporciona belos momentos e este foi um desses ao me encontrar com este amigo, após longos anos de desencontros que nos ia impossibilitando de encontrarmo-nos pessoalmente, sabendo que o amigo Tó me acompanha através da minha página, ao acontecer agora este nosso encontro, foi na verdade um dia assinalável que como disse quero aqui registar. Um grande abraço amigo "Tó Valério".


Quinta-feira 20.10 2016 (às17h30) TMG)

Bombeiros Voluntários de Loriga
- 6ª. Festa das Sopas -

Realiza-se no próximo dia 29 de Outubro pelas 19H00, a 6ª. Edição da Festa das Sopas em Loriga, organizada pelos Bombeiros Voluntários de Loriga, uma ideia implementada para angariação de fundos para o Quartel.

Este evento da Festa das Sopas, proporciona também com um Concurso para escolher a melhor Sopa confeccionada e ali apresentada, que será votada pelos visitantes, por isso, a exemplo do que tem acontecido, é esperado a inscrição de muitos interessados para apresentação das suas sopas, bem como, a afluência de muitos visitantes para poderem saborear tão boas sopas.


Quarta-feira 19.10 2016 (às09h30) TMG)

Loripão - Indústria e Comercialização de Pão, Lda
- O novo acondicionamento do Bolo Negro de Loriga -

A Loripão - Indústria e Comercialização de Pão, Lda, sempre na vanguarda do objetivo da inovação, ao apresentar o novo acondicionamento para o Bolo Negro de Loriga, foi dado um passo de gigante para a conquista do mercado europeu, que é de saudar e estamos certos que chegou o momento de passarmos a ver e poder comprar este ex-líbris de Loriga onde quer que estejamos.

Esta nova inovação para acondicionamento do Bolo Negro de Loriga estava já algum tempo planeada, que se prendia com a necessidade fundamental do tempo do alargamento da duração, para serem conquistados outros mercados, por isso, estava sendo já algum tempo desenvolvido um estudo, sendo então conseguido esse objetivo e dessa forma criada essa avença certa para a conquista do mercado para além do português.

É de saudar e dar os Parabéns a administração da Loripão - Indústria e Comercialização de Pão, Lda, pelo empenho e determinação nesta nova inovação, que assim sendo vemos esta empresa loriguense lançada para novos horizontes e com Loriga a ficar mais engrandecida.

Ver Vídeo


Terça-feira 18.10 2016 (às09h00) TMG)

Município de Seia
- Gabinete de Apoio a Emigrantes -

Regista-se saudando a abertura em Seia de um gabinete de Apoio à classe emigrante, um meio na verdade importante para o concelho, sabendo-se que desde sempre o município de Seia é uma das regiões do país com mais emigração espalhada por todo o mundo.

A Câmara Municipal de Seia celebrou um protocolo para criação de um Gabinete de Apoio ao Emigrante, que ficará alocado ao Balcão Único. A cerimónia decorreu na Casa Municipal da Cultura, no dia 15 de Outubro, e contou com a presença do secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro.
Resultante da cooperação entre a Direcção-Geral dos Assuntos Consulares e das Comunidades Portuguesas (DGACCP), o Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) e o Município de Seia, tem como destinatários os senenses emigrados, aqueles que já regressaram ou que irão regressar, bem como os que pretendam iniciar um processo migratório.
O GAE estará, pois, tecnicamente habilitado, numa lógica de "Loja do Cidadão", a proporcionar uma resposta eficaz aos cidadãos, fazendo o acompanhamento dos processos de saída, mas também de regresso definitivo ou temporário às suas terras de origem.
Constituindo um importante sinal de sensibilidade para este fenómeno, este é um momento muito relevante para o município, que tem milhares de emigrantes e pretende ser a porta de entrada e o facilitador das pessoas.

Cm.online

Momento da assinatura do protocolo para criação de um Gabinete de Apoio ao Emigrante


Segunda-feira 17.10 2016 (às09h00) TMG)


Happy Bar em Loriga
- Halloween Party -

Organizado pela Comissão de Festas do Santo António, vai ser realizado no próximo dia 29 de Outubro, no Happy Bar em Loriga, o evento celebrando o Halloween (Dia das Bruxas) como popularmente é assim chamado em Portugal, celebração hoje em dia muito festejada um pouco por todo o lado, nomeadamente nos países mais consumistas, que segundo alguns historiadores a celebração deste evento gira muito em redor do mundo comercial.

Alguns dados sobre o Dia das Bruxas (Halloween é o nome original na língua inglesa)

"Celebra-se em vários países, principalmente no mundo anglófono, em 31 de Outubro, véspera da festa cristã ocidental do Dia de Todos os Santos. Acredita-se que muitas das tradições do Halloween originaram-se do antigo festival celta da colheita, o Samhain, e que esta festividade gaélica foi cristianizada pela Igreja primitiva. O Samhain e outras festas também podem ter tido raízes pagãs. Alguns, no entanto, apoiam a visão de que o Halloween começou independentemente do Samhain e tem raízes cristãs.
Entre as atividades de Halloween mais comuns, estão festas a fantasia, praticar "doce ou travessura", decorar a casa, fazer lanternas de abóbora, fogueiras, jogos de adivinhação, ir em atrações "assombradas", contar histórias assustadoras e assistir filmes de terror. Em muitas partes do mundo, as vigílias religiosas cristãs de Halloween, como frequentar os cultos da igreja e acender velas nos túmulos dos mortos, permanecem populares."


Domingo 16.10 2016 (às17h00) TMG)

Turismo do Centro
- Promove a Serra da Estrela na Alemanha -

Foi anunciado uma aposta forte no mercado alemão, de promover o destino até à Serra da Estrela através de duas publicações recentemente editadas e que já estão a ser publicadas, em que a Cultura, gastronomia, património e natureza são algumas das mais-valias para atrair turistas à região.

Recentemente o presidente do Turismo Centro, Pedro Machado, afirmou que promover a Serra da Estrela na Alemanha, é tentar conquistar o mercado alemão e a desafiar os alemães a virem conhecer a Serra da Estrela com base na história dos lanifícios, ao mesmo tempo que é uma aposta reforçada na ajuda a posicionar o destino Centro de Portugal como o único destino português que tem duas épocas altas no ano
.

https://www.dinheirovivo.pt/economia/turismo-do-centro-promove-serra-da-estrela


Quinta-feira 13.10 2016 (às09h00) TMG)

Sociedade Recreativa e Musical Loriguense
- Escola de Música 2016/2017 -

Mais uma bela iniciativa está a ser levada a efeito pela Banda de Música de Loriga, com a abertura das inscrições até 31 de Outubro, para frequentar a Escola de Música, convite endereçado a toda a população geral, com aulas instrumental de iniciação e formação musical.

Aqui se regista o cartaz anunciante para o objetivo a que se propõe, com os contatos e respetivas informações.


Quarta-feira 12.10 2016 (às09h00) TMG)

"Penha do Gato"
A "Pedra Pirâmide"

Nesta rubrica tenho vindo a divulgar o mundo da pedra que podemos visionar na nossa "Penha do Gato" depois de uma caminhada por aquele sítio que nos dá uma continuada persistência da existência ali como que um local de mistério que nos vai envolvendo a cada passo que se dá.

Falta falar ainda desta
"Pedra Pirâmide" que num acumulado de muitas pedras vistas em horizontal, sobressai esta como que dali se querer soltar, nos parecendo como que um sinal ou mesmo uma indicação para um horizonte no céu ainda desconhecido, que no meio deste local de segredos que nos fascina, é mais uma pedra que me chamou a atenção e aqui divulgo, ao mesmo tempo que a quero incluir neste meu olhar de um mundo enigmático da natureza, que ali se pode descortinar e que nos leva ao pensamento como é possível existir.


Terça-feira 11.10 2016 (às13h00) TMG)

Confraria da Broa e do Bolo Negro de Loriga
- Convite -

A Confraria da Broa e do Bolo Negro de Loriga acaba de divulgar um Convite aos Confrades e a toda população em geral, para uma Sessão que vai ser levada a efeito, no próximo dia 22 de Outubro pelas 15H00, a realizar no Salão Nobre dos Bombeiros Voluntários de Loriga, onde vai ser apresentado a nova imagem da Confraria e os mais desenvolvimentos em projeto.


Segunda-feira 10.10 2016 (às23h00) TMG)

Sportinguistas de Loriga
- Excursão a Alvalade -

Como vai ser habitual os Sportinguistas organizam-se e vão até ao Estádio de Alvalade apoiar a sua equipa numa jornada do Campeonato Nacional de Futebol, que vai acontecer no próximo dia 22 de Outubro, quando da realização da 8ª. Jornada da Liga.

A excursão partirá de Loriga pelas 7H30, onde tem inicio assim um dia que para além de ter o objetivo de assistir ao jogo, neste caso Sporting CP. - CD.Tondela, será também uma jornada de convívio e amizade pelos Sportinguistas loriguenses e também da região o que é de saudar.


Sábado 8.10 2016 (às18h00) TMG)

ANALOR
- Passeio Ambiental a Loriga -

Realiza-se nos próximos dias 22 e 23 de Outubro, o Passeio Ambiental a Loriga 2016, organizado pela ANALOR (Associação dos Naturais e Amigos de Loriga) com os apoios da Câmara Municipal de Loures e da União das Freguesias de Sacavém e Prior Velho.

Sem dúvida mais uma bela iniciativa que vai levar á sua terra a gente de Loriga famílias e amigos, numa jornada de amizade, convívio e ambiental, com uma caminhada à bela localidade do Fontão anexa a Loriga, que vale a pena fazer, onde os caminhantes para além de deslumbrarem paisagens que vai admirar, encontra um mundo diferente onde na verdade nos esquecemos que possa existir


Quinta-feira 6.10 2016 (às17h00) TMG)

Foto Eleição
- Loriga 2016 -

Bela foto que aqui destaco nesta minha Página e que pertence figurar como uma das "Fotos de Eleição - Loriga 2016", que descortinei através das redes sociais, da autoria de António Moura Pinto o "Tó Amaro", popularmente assim mais conhecido, onde nos mostra uma conjugação do passado e o presente, engalanado com as cores que nos traz à memória local de história, onde a velha "Râmbola" ou "Rambia" ali continua bem presente nos tempos de hoje como que um tributo de continuidade e que este fotógrafo de ocasião retratou e partilhou com o mundo. Parabéns.


Quarta-feira 5.10 2016 (às17h30) TMG)

Fundação Cardoso de Moura
- Membro do Conselho Comunitário -

Acaba de ser divulgado que já se encontram abertas as inscrições para admissão de Membro do Conselho Comunitário da Fundação Cardoso de Moura, de acordo com os novos Estatutos aprovados, amplamente e superiormente relatados quando da Sessão Solene realizada no passado dia 10 de Setembro.
De acordo com as directrizes agora em vigor farão parte todos os loriguenses residentes ou não residentes, podendo estes também em online fazer a inscrição através do Site da Fundação -
http://www.fundacaocardosodemoura.pt/
Assim desta feita todos os Loriguenses têm uma palavra a dizer, com a participação ativa nesta instituição, onde é mais que evidente uma vanguarda de vontade dos órgãos sociais, bem virada cada vez mais na ação do privilégio da solidariedade para com Loriga e loriguenses, que dessa forma e assim todos os unidos estamos mais que certos de que Loriga vai na verdade ficar mais enriquecida.


Terça-feira 4.10 2016 (às07h30) TMG)

"Penha do Gato"
- A "Pedra Solta" -

Continuando a narração da aventura da caminhada que juntamente com uns amigos fizemos pela "Rota Selvagem" na "Penha do Gato" na Serra da Estrela, no passado dia 12 de Setembro, vou hoje aqui falar de uma imponente e gigantesca pedra que o povo chama como a "Pedra Solta" que ali chegados, nos deslumbra o facto de estar apenas assentada, numa outra pedra de menor dimensão, assim ali se mantendo e vista por gerações e gerações se calhar até seculares, que por ali já passaram.
Num terreno declive onde está colocada, nos faz pensar como é possível ali estar, provavelmente há séculos, porventura até já ter resistido a sismo sem ter qualquer tipo de alteração, como que ali pousada por mão gigantesca, que assim ali exposta em cima de uma outra pedra, nos leva imaginar o que poderia acontecer se algum movimento mais acentuado a fizesse rolar por ali a baixo.
Esta é uma das muitas gigantescas pedras que nos desperta a atenção, mistérios na
"Penha do Gato" um mundo enigmático da natureza e ao mesmo tempo fascinante, que nos faz muito pensar como é possível existir, na verdade locais silenciosos e cheios de segredos, só ao alcance daqueles que mesmo encontrando um alto grau de dificuldade para nele penetrar, se aventuram e a cada passo que se dá vai-se ficando com a sensação de que vale a pena estar ali a olhar este outro mundo.


Segunda-feira 3.10 2016 (às08h00) TMG)

O Dia da Unidade Alemã
- Tag der Deutschen Einheit -

Hoje é feriado na Alemanha, data que celebra o "Dia da Unificação" ou melhor dito, o Dia da Unidade Alemã (em alemão: Tag der Deutschen Einheit) que se comemora desde o dia 3 de Outubro de 1990, depois da queda do Muro de Berlim e se deu a reunificação das duas Alemanhas, acontecimento para muitos como crucial para mudar completamente a europa.
A reunificação da Alemanha ocorreu em 3 de Outubro de 1990, quando o território da antiga República Democrática Alemã (RDA ou Alemanha Oriental) foi incorporado à República Federal da Alemanha (RFA ou Alemanha Ocidental).
Após as primeiras eleições livres na RDA, em 18 de Março de 1990, as negociações entre as duas Alemanhas culminaram no Tratado de Unificação, celebrado em 31 de Agosto de 1990, enquanto os entendimentos entre a RDA e a RFA e as quatro potências de ocupação Estados Unidos da América, França, Reino Unido e União Soviética resultaram no chamado
"Tratado Dois Mais Quatro" (celebrado em 12 de Setembro de 1990), que outorgava independência plena ao Estado alemão reunificado.


Domingo 1.10 2016 (às20h00) TMG)

Recordar
Fernando Pina Gonçalves
(15.4.1939 - 30.9.2016)

Recordar aqui Fernando Pina Gonçalves é poder falar de um amigo de há longos anos, que sempre tive para com ele uma certa admiração e amizade.
Filho de José Gonçalves da Cruz e de Amélia Moura Pina, era o quarto dos cinco irmãos de uma família humilde, devota e dedicada. Adorava Loriga mas lembro-me quando era ainda um jovem resolveu ir para Sacavém, na procura de uma vida melhor, onde um certo dia há muito ido o encontrei, estava empregado como serralheiro na firma Carvalho & Marinho, por lá esteve pouco mais de dois anos, até que a saudade da sua terra e de tudo que lhe era mais querido lhe bateu mais alto, regressando então à sua terra e às suas raízes, para não mais a deixar.
Em Loriga passou a trabalhar na "Metalúrgica Pedro Vaz Leal", onde se veio a tornar um dos melhores profissionais, com uma característica própria de muito determinado e ciente de fazer o melhor, nessa sua atividade foi um exemplo a seguir, sendo por isso admirado e respeitado por todos.
De trato fácil e amigo do seu amigo, era daqueles que valeu a pena ter no meio das minhas amizades, tive sempre um certo contacto com ele, quando tínhamos tempo e nos encontrávamos sempre algo tinha-mos para falar, pelo meio a sua maneira brincalhona e oportunas piadas que me fazia divertir muito.
Fervoroso adepto do Sporting, era um sportinguista convicto, lembro-me algumas vezes o encontrar a passear na estrada com o seu rádio a ouvir o relato dos jogos, ao mesmo tempo sofrendo quando as coisas não corriam bem ao seu Sporting, tempos quando todos os jogos eram realizados aos domingos à tarde e o futebol era uma paixão de verdade.
Já alguns anos a esta parte que as doenças apoquentavam o nosso amigo Fernando, deixou por isso de ter uma vivência mais salutar, com os tempos isso se foi notando mais e com um certo agravamento nestes últimos dois anos, neste último verão fomos tendo conhecimento que a situação da saúde tinha tido um agravo mais acentuado, que veio a ter o infeliz falecimento.
Faleceu na passada sexta-feira dia 30 de Setembro pela tarde, pouco depois de mais uma vez ter recebido a visita da família, a notícia nos chega e nos faz pensar, ao vermos partir mais um amigo desta nossa vida dos vivos, vai agora descansar no sono eterno na sua terra que tanto adorava. Descanse em Paz amigo Fernando, até um dia quando nos voltarmos a encontrar, dessa vez será nessa parte de lá.